Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

O deputado Antonio Coelho defende alterações na cobrança de ICMS



Foto: Matheus Tavares

O deputado estadual Antonio Coelho protocolou junto à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, esta semana, as indicações de nº 3545/2020 e nº 3546/2020 nas quais trata do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços. No primeiro documento, o parlamentar requisita que seja adiado o recolhimento da parcela do ICMS que incide sobre mercadorias e serviços de empresas enquadradas no Simples Nacional, em Pernambuco. No segundo, pede a dispensa do tributo sobre o consumo de energia elétrica de pessoas físicas de baixa renda e de micro e pequenas empresas pernambucanas. Nas duas medidas, o período indicado é de três meses.

O democrata destaca que, embora venha anunciando medidas de controle, prevenção e assistência à saúde para evitar a propagação da Covid-19, o Governo de Pernambuco não tomou nenhuma medida de proteção às empresas estaduais, em particular as micro e pequenas empresas, que podem ser significativamente afetadas com o avanço da doença. O necessário isolamento social compromete vários setores da economia como os ramos de alimentação, turismo, os microempresários individuais (MEIs) e os autônomos, que dependem da circulação de pessoas para sobreviver.

“Neste momento, é fundamental a atuação do governo estadual para aliviar o impacto econômico sobre os mais necessitados bem como para manter a saúde financeira das empresas e preservar o nível de emprego e renda da população”, defende Antonio Coelho. “O incentivo fiscal, com a isenção temporária sobre as contas de energia e o adiamento da cobrança do Simples Nacional, representará um pequeno esforço para o Estado, porém, um grande alívio para a economia das famílias e empresas de Pernambuco”, argumenta.

SIMPLES -
No caso do Simples Nacional, a indicação do deputado Antonio Coelho requer ao Estado que solicite ao Conselho do Simples Nacional a prorrogação do prazo de pagamento da parte estadual do Simples Nacional – ICMS por três meses, na mesma forma da parte Federal do Simples, previsto na Resolução 152 de março de 2020, do referido conselho. As informações são da Assessoria de Imprensa de Antonio Coelho.

Prefeitura divulga boletim atualizado do novo coronavírus em Petrolina (PE)




A Prefeitura de Petrolina divulgou mais um boletim do novo coronavírus (Covid-19) no município. Os dados desta sexta-feira (27) mostram que a Secretaria Municipal de Saúde investiga 8 casos suspeitos, enquanto 11 foram descartados. A cidade continua com 2 casos confirmados, sem nenhum óbito.

Quanto aos dados relacionados à Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), o boletim aponta que 10 casos já foram descartados, 6 estão em investigação e 4 deram positivo. Tanto os casos suspeitos da Covid-19 quanto os de SRAG continuam sendo monitorados pela Secretaria Municipal de Saúde. As informações são da PMP.

Donos e condutores de embarcações lamentam queda no número de passageiros em Petrolina (PE)



Donos e condutores de embarcações lamentam queda no número de passageiros em Petrolina. — Foto: Amanda Franco/ G1

O distanciamento social para evitar a disseminação do novo coronavírus tem afetado diretamente o movimento nos transportes coletivos em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. É o caso das embarcações que trafegam o rio São Francisco.

As barcas que fazem travessia para a cidade baiana de Juazeiro tiveram uma queda grande no fluxo de passageiros. Elas transportavam cerca de 3 mil pessoas por dia e o número caiu para a média de 200 pessoas. Das dez embarcações que fazem o serviço, só duas estão funcionando. "Nunca tinha acontecido na nossa região, reduzir o número de barcos, o número de passageiros em 95%, mas com fé em Deus isso vai melhorar", espera o timoneiro Jair Lopes.

Os responsáveis por roteiros turísticos pelas águas do rio também já sentem os impactos causados pela pandemia da Covid-19. Em janeiro, uma das empresas, realizou 14 passeios, reunindo mais de 2.100 pessoas. Em março foram 400 passageiros, em apenas seis passeios. O último realizado no dia 15 deste mês. Foi preciso parar para evitar aglomerações e principalmente, porque os turistas sumiram.

"Esperávamos que esse mês de abril com a semana santa, com alguns feriados, com a chegada do 1º de maio tivesse um aumento considerável e agora paramos de vez. Onde o nosso roteiro contempla justamente o agronegócio através do enoturismo e o ecoturismo que é a navegação no rio São Francisco. Temos parceiros, guias de turismo, músicos, hotéis, restaurantes, taxistas, enfim, todo mundo depende dessa cadeia do turismo, do enoturismo aqui no Vale do São Francisco. E agora a gente está parado, sem previsão, nessa expectativa, a depender do comportamento da população, que a gente retorne o mais rápido possível", explica o empresário de roteiros turísticos, Luiz Rogério Pereira.

Já as travessias que levam turistas e moradores às ilhas do rio São Francisco foram suspensas. A determinação veio no último sábado (21), por meio de um decreto municipal. O documento assinado pelo prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, também proíbe o acesso às ilhas que ficam no município, que só poderão ser frequentadas por quem mora nelas. Na ilha do Rodeadouro, o movimento nos dias de domingo chegavam a 500 passageiros, mas desde o dia 15 as embarcações estão ancoradas. As informações são do G1 Petrolina.

Ações para enfrentar coronavírus totalizam R$ 700 bi, diz Guedes



Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

As ações da área econômica para reduzir os danos provocados pela crise do coronavírus totalizam R$ 700 bilhões, entre antecipações de recursos, liberação de linhas de crédito e aumento de gastos públicos, disse hoje (27) o ministro da Economia, Paulo Guedes. Em vídeo postado nas redes sociais do ministério, ele declarou que apenas a medida de renda básica para os trabalhadores autônomos, aprovada ontem (26) pela Câmara dos Deputados, resultará em gastos de R$ 45 bilhões nos próximos três meses.

Nas contas do ministro, a liberação do Bolsa Família para 1,2 milhão de famílias e as antecipações do décimo terceiro salário para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), somadas à ajuda aos autônomos, garantirá praticamente R$ 100 bilhões em proteção para a população mais desprotegida.

“A determinação do presidente Jair Bolsonaro é que não vão faltar recursos para defender as vidas, a saúde e os empregos dos brasileiros. Nenhum brasileiro vai ficar para trás. Nós vamos cuidar de todos e começamos justamente protegendo os mais vulneráveis”, disse o ministro.

O ministro citou ainda a liberação de R$ 200 bilhões de compulsório (dinheiro que os bancos são obrigados a deixar depositados no Banco Central), de R$ 100 bilhões da Caixa Econômica Federal e de R$ 50 bilhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Ele mencionou a ajuda de R$ 88 bilhões para estados e municípios, anunciada no início da semana.

Segundo Guedes, se forem somadas as medidas listadas, que somam R$ 538 bilhões, mais as ações a serem anunciadas em breve, a ajuda chegará a R$ 700 bilhões nos próximos três meses. O ministro não especificou o quanto desse total corresponde a recursos novos, decorrente de aumento de gastos públicos, e o quanto decorre de antecipação de benefícios ou do adiamento de pagamento de tributos, mas disse que o dinheiro ajudará o Brasil a enfrentar o que chamou de “primeira onda”, caracterizada pela pressão sobre o sistema de saúde.

“Nos próximos, três, quatro meses, esses R$ 700 bilhões vão entrar na economia brasileira para nos proteger contra esse choque da saúde que está se abatendo sobre o povo brasileiro”, destacou.


Proteção do emprego

Numa primeira versão do vídeo, o ministro tinha explicado como funcionaria a complementação de salário proposta pelo governo para evitar demissões em massa. Inicialmente, o ministro tinha informado que a empresa pagaria 50% do salário do trabalhador, com o governo completando 25%. Para setores mais afetados, cujas receitas tendam a cair a zero durante o estado de calamidade pública, o governo aumentaria a complementação para 33%. Em nenhum dos casos, o trabalhador afastado temporariamente continuaria a receber 100% do salário.

Posteriormente, o ministério subiu uma nova versão do vídeo, sem as explicações de Guedes sobre a suspensão do contrato de trabalho. A assessoria do Ministério da Economia explicou que a proposta foi atualizada para aumentar a renda do trabalhador dispensado temporariamente.

Segundo a assessoria da pasta, o patrão de empresas que tiverem de interromper ou reduzir as atividades cortará parte do salário do trabalhador, com o governo complementando um percentual do seguro-desemprego a que a pessoa teria direito equivalente ao percentual de corte sofrido. Dessa forma, caso o empresário corte o salário em 50%, o governo entraria com 50% do seguro-desemprego. Se o empresário cortar 25% do pagamento, o governo complementa 25%.

Produção

Além do choque sobre o sistema de saúde, Guedes citou uma segunda ameaça sobre a economia brasileira: o colapso do abastecimento provocado por eventuais interrupções de atividades essenciais. O ministro disse que o isolamento social é necessário para enfrentar a pandemia, mas advertiu que a população pode encontrar dificuldades em gastar a ajuda recebida caso a atividade econômica esteja desorganizada.

“Se nós não nos lembrarmos de que temos que continuar resistindo com a nossa produção econômica também, nós vamos ter aquele fenômeno onde todo mundo está com os recursos, mas as prateleiras estão vazias porque nós deixamos a organização da economia brasileira entrar em colapso. Então, o alerta do presidente é o seguinte. Sim, vamos cuidar da saúde, mas não podemos esquecer que, ali na frente, nós temos o desafio de continuar produzindo”, declarou.

Entre as atividades consideradas essenciais pelo ministro estão a saúde, a produção rural e o transporte de cargas, principalmente por caminhoneiros. Ele encerrou o discurso com uma mensagem positiva e se disse confiante de que o Brasil se unirá para superar tanto a pandemia do novo coronavírus como os impactos econômicos provocados pela crise.

“O presidente da República, o Congresso brasileiro, o povo brasileiro, os empresários brasileiros que não vão deixar a produção ser desorganizada, os caminhoneiros que vão fazer o transporte, os produtores rurais que vão garantir o abastecimento. É o Brasil acima de tudo e o Brasil vai atravessar as duas ondas. Nós vamos furar as duas ondas e vamos sair mais fortes e unidos do lado de lá”, concluiu Guedes.

O ministro gravou o vídeo de sua residência, no bairro do Leblon, no Rio de Janeiro. Desde o dia 20, Guedes despacha de casa, em trabalho remoto. Ele promove reuniões com o presidente Bolsonaro, com representantes do setor privado e com membros de sua equipe por meio de videoconferências. Ontem, o ministro informou que seu teste para o coronavírus deu negativo e que está em quarentena por precaução. As informações são da Agência Brasil.

Petrolina (PE) inicia serviço pioneiro de orientação por vídeo a pacientes com sintomas respiratórios



(Foto: Divulgação PMP)

Através de um celular ou um computador será possível receber orientações de médicas e enfermeiras sobre sintomas de síndromes gripais em Petrolina. Uma sala de teleorientação foi montada pela prefeitura para atender pessoas que apresentem alguns dos indícios mais leves de coronavírus como tosse, coriza entre outros. O serviço será aberto ao público, nesta segunda-feira (30), e tem por objetivo levar mais tranquilidade à população e evitar a concentração de pessoas na rede de saúde.

Para receber as orientações, o paciente precisa entrar no site petrolina.tisaude.com, realizar um cadastro simples com os dados pessoais e agendar o atendimento com uma das profissionais que aparecerá na tela do celular ou computador. Após a marcação da data e horário, serão enviadas mensagens de SMS e no WhatsApp do usuário cadastrado para lembrar a teleorientação.

A Prefeitura oferecerá o serviço de segunda à sexta, nos horários das 8h às 17h. É importante que os usuários, contudo, só procurem o atendimento para casos de sintomas de doenças respiratórias. "É um modelo para ampliar o atendimento preliminar. Não é telemedicina. O paciente só recebe algumas instruções e se for constatada a necessidade de uma consulta no posto de saúde ou até um encaminhamento mais grave, a nossa equipe de saúde imediatamente redirecionará ao médico especialista. Isso além de trazer mais tranquilidade a pessoas que estão com medo de estar com alguma doença mais grave, diminui o risco dos postos de saúde e demais serviços ficarem lotados", explica o prefeito Miguel Coelho.

O serviço é pioneiro e Petrolina será a primeira cidade de Pernambuco a adotar o sistema remoto na rede pública. A tecnologia foi desenvolvida por uma startup do Porto Digital e já testada em unidades privadas de saúde. As informações são da PMP.

Problema técnico afeta 192 e SAMU informa número alternativo para atendimento em Petrolina (PE)



(Foto: Divulgação PMP)

A Prefeitura de Petrolina informa que o número de emergência do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), o 192, não está funcionando por problemas técnicos da operadora responsável. Quem precisar de atendimento deve ligar para os números (87) 98845-7660 (durante o dia) ou (87) 98827-4360 (durante a noite).

O problema técnico que afetou a linha emergencial ocorre desde o início da tarde desta sexta-feira (27). A medida de emergência foi adotada para minimizar o transtorno.

“A operadora de telefonia já foi comunicada sobre o problema, mas não deu prazo para normalização da rede. As pessoas que precisarem de atendimento devem entrar em contato com o número alternativo. Todos os esforços estão sendo feitos para que o serviço seja reestabelecido e assim que tudo voltar a normalidade um comunicado será feito à sociedade”, destaca a coordenadora do SAMU de Petrolina, Cristiane Nunes. As informações são da
PMP.

Coronavírus: Prefeitura de Petrolina (PE) leva conscientização a idosos que ainda circulam pelas ruas



(Foto: Divulgação PMP)

O novo coronavírus representa uma ameaça para todos; e para os idosos, o perigo é ainda maior. Por isso, a orientação é clara: idosos devem ficar em casa. Mas, infelizmente, alguns deles ainda circulam pelas ruas do município. Pensando nisso, a Prefeitura de Petrolina está promovendo uma ação de abordagem no centro e em outros bairros para orientar estes idosos quanto aos riscos da Covid-19.

Enquadrando-se no grupo de risco da doença, pessoas acima de 60 anos são as que mais podem sofrer com os efeitos do vírus. Diante disso, o Centro de Atenção à Pessoa Idosa (CAPI), em parceria com o Conselho Municipal da Pessoa Idosa, viu a necessidade de uma ação para conscientização. A iniciativa conta com três equipes responsáveis por circularem por praças, supermercados, pontos de ônibus, filas de bancos e outros locais da área central e dos bairros. O objetivo é pedir que permaneçam em casa e informar sobre métodos de prevenção e higiene, além de explicar o risco do contato físico.

Para a diretora do CAPI, Cícera Silvani, a expectativa é de que nas próximas ações encontrem cada vez menos idosos nas ruas. “Por serem do grupo vulnerável ao coronavírus, fazer este tipo de orientação é de extrema importância. Na nossa primeira ação, circulamos pelo centro, pelos bairros José e Maria, João de Deus e arredores, onde abordamos mais de 100 idosos. Muitos ainda não querem acreditar, ou mesmo não possuem noção do perigo. E é aí que entra a relevância do nosso trabalho. Onde houver idoso na rua, estaremos abordando e orientando”, destaca. As informações são da PMP.

Teste em adolescente que faleceu em Petrolina (PE) dá negativo para Covid-19


Foto; Reprodução


A Prefeitura de Petrolina informa que o exame de coronavírus realizado em uma adolescente de 15 anos que faleceu nesta quinta-feira (26) deu negativo para a Covid-19. A análise do material biológico da paciente foi feita pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE) e o resultado ficou pronto na manhã desta sexta-feira (27).

A paciente apresentava quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e faleceu no Hospital Universitário (HU), onde estava internada desde a quarta-feira (25). Ela ocupava um dos leitos da unidade destinados ao Covid-19.

A jovem deu entrada na unidade de saúde com quadro de baixa pressão e oxigenação. Segundo a unidade hospitalar, ela apresentava, desde a infância, graves condições de saúde, com baixa imunidade.

“A população precisa compreender que não há motivos para pânico, pois a rede de saúde de Petrolina está com suas equipes capacitadas para o novo coronavírus. Mas, é preciso que a população se mantenha em casa como forma de prevenção às doenças respiratórias, conforme vem sendo recomendado”, destaca a secretária de Saúde de Petrolina, Magnilde Albuquerque. As informações são da PMP.

Câmara aprova auxílio de R$ 600 para pessoas de baixa renda durante epidemia



Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados


O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (26) o pagamento de um auxílio emergencial por três meses, no valor de R$ 600,00, a pessoas de baixa renda. A medida foi incluída pelo deputado Marcelo Aro (PP-MG) no Projeto de Lei 9236/17, de autoria do deputado Eduardo Barbosa (PSDB-MG). O texto será analisado ainda pelo Senado.

Em seu substitutivo, Marcelo Aro incluiu sugestões de vários partidos para ampliar o acesso aos recursos durante o período de isolamento para combater a proliferação do coronavírus (Covid-19).

Inicialmente, na primeira versão do relatório, o valor era de R$ 500,00 (contra os R$ 200,00 propostos pelo governo). Após negociações com o líder do governo, deputado Vitor Hugo (PSL-GO), o Executivo aceitou aumentar para R$ 600,00.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que o apoio do governo dá segurança de que a proposta será sancionada. "O governo sugeriu R$ 200 inicialmente, mas nós dissemos que menos de R$ 500 não aceitávamos", destacou. "O importante neste momento é que o Congresso, junto com o governo, encontrou a solução. Isso nos dá certeza de que o projeto será sancionado após a aprovação do Senado, nos próximos dias", completou.

Com o novo valor, a estimativa de impacto feita por Maia, de R$ 12 bilhões, deve subir para R$ 14,4 bilhões. "Vamos poder atender as pessoas que estão sem renda, que são informais, que são vulneráveis e que precisam do apoio do Estado brasileiro​​", afirmou.

Para as mães que são chefe de família (família monoparental), o projeto permite o recebimento de duas cotas do auxílio, totalizando R$ 1,2 mil.

Enquanto durar a epidemia, o Poder Executivo poderá prorrogar o pagamento do auxílio.

Empresários que, segundo a legislação previdenciária, devem pagar pelos primeiros 15 dias do afastamento do trabalhador por motivo de saúde, poderão descontar o valor desse tempo de salário dos recolhimentos de contribuições devidas ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) caso a doença seja causada pelo coronavírus.

Requisitos


Para ter acesso ao auxílio, a pessoa deve cumprir, ao mesmo tempo, os seguintes requisitos:
- ser maior de 18 anos de idade;
- não ter emprego formal;
- não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal que não seja o Bolsa Família;
- renda familiar mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total (tudo o que a família recebe) de até três salários mínimos (R$ 3.135,00); e
- não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70.

A pessoa candidata deverá ainda cumprir uma dessas 
condições:



- exercer atividade na condição de microempreendedor individual (MEI);
- ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS);
- ser trabalhador informal inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico); ou
- ter cumprido o requisito de renda média até 20 de março de 2020.

Será permitido a duas pessoas de uma mesma família acumularem benefícios: um do auxílio emergencial e um do Bolsa Família. Se o auxílio for maior que a bolsa, a pessoa poderá fazer a opção pelo auxílio.

Já a renda média será verificada por meio do CadÚnico para os inscritos e, para os não inscritos, com autodeclaração em plataforma digital.

Na renda familiar serão considerados todos os rendimentos obtidos por todos os membros que moram na mesma residência, exceto o dinheiro do Bolsa Família.

Como o candidato ao benefício não pode ter emprego formal, o substitutivo lista o que entra neste conceito: todos os trabalhadores formalizados pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e todos os agentes públicos, independentemente da relação jurídica, inclusive os ocupantes de cargo ou função temporários, de cargo em comissão de livre nomeação e exoneração ou titulares de mandato eletivo.

Antecipação

Para pessoas com deficiência e idosos candidatos a receber o Benefício de Prestação Continuada (BPC), de um salário mínimo mensal (R$ 1.045,00), o INSS poderá antecipar o pagamento de R$ 600 (valor do auxílio emergencial) até que seja avaliado o grau de impedimento no qual se baseia o pedido ou seja concedido o benefício. Essa avaliação costuma demorar porque depende de agendamento com médicos peritos e assistentes sociais do INSS.

Quando o BPC for concedido, ele será devido desde o dia do requerimento, e o que tiver sido adiantado será descontado.

De igual forma, o órgão poderá adiantar o pagamento do auxílio-doença, no valor de um salario mínimo mensal, durante três meses contados da publicação da futura lei ou até a realização da perícia pelo INSS, o que ocorrer primeiro.

Para ter direito a esse adiantamento, o trabalhador precisará ter cumprido a carência exigida para a concessão do benefício (12 meses de contribuição) e apresentar atestado médico com requisitos e forma de análise a serem definidos em ato conjunto da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia e do INSS.

Forma de pagamento

Segundo o projeto, o auxílio emergencial será pago por bancos públicos federais por meio de uma conta do tipo poupança social digital.

Essa conta será aberta automaticamente em nome dos beneficiários, com dispensa da apresentação de documentos e isenção de tarifas de manutenção. A pessoa usuária poderá fazer ao menos uma transferência eletrônica de dinheiro por mês, sem custos, para conta bancária mantida em qualquer instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central.

A conta pode ser a mesma já usada para pagar recursos de programas sociais governamentais, como PIS/Pasep e FGTS, mas não pode permitir a emissão de cartão físico, cheques ou ordens de pagamento para sua movimentação.

Se a pessoa deixar de cumprir as condições estipuladas, o auxílio deixará de ser pago. Para fazer as verificações necessárias, os órgãos federais trocarão as informações constantes em suas bases de dados. As informações são da Agência Câmara de Notícias.

Governador de SP João Doria, faz boletim de ocorrência após receber ameaça de morte



Foto: Reprodução / twitter/jdoriajr

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), registrou um boletim de ocorrência na madrugada desta sexta-feira, 27, após receber telefonema com ameaças de morte, segundo informa o Palácio dos Bandeirantes. A segurança do governador foi reforçada e a Polícia Civil apura a origem da ameaça.

"As ameaças foram dirigidas ao telefone celular do governador e davam conta, em tom ameaçador, de que atos seriam realizados em frente à sua residência pessoal, sendo que em tais mensagens era indicado o local da mesma (a casa de Doria, nos Jardins, zona sul da capital)", diz trecho do boletim, registrado pela Delegacia de Operações Policiais Estratégicas (Dope).

Em nota, o Palácio dos Bandeirantes informou que "a Polícia Civil investiga o caso e o governador colabora com a investigação". As informações são do Noticias ao Minuto.

Joafra Transportes suspender sua operação temporariamente, por determinação da AMMPLA



Joafra Transportes, operadora da linha interestadual (Petrolina/Juazeiro), vem informar aos seus usuários que, infelizmente, irá suspender sua operação temporariamente, por determinação da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA), conforme portaria de nº 006 de 25 de março de 2020, e oficio 022/2020 ambos da AMMPLA, recebidos no dia 26/03/2020.

Ficou autorizado apenas um único percurso, que não atende a população das cidades coirmãs, sendo este: (Ponte Presidente Dutra, passando direto pelo Viaduto dos Barranqueiros, Avenida Nilo Coelho, Rua Conde D’eu, Avenida das Nações, Rotatória do Viaduto dos Barranqueiros, indo pra ponte Presidente Dutra a caminho de Juazeiro) .

Vamos buscar reverter a situação, tomando as medidas administrativas e judiciais cabíveis, por entender que a portaria pode vir a prejudicar a população e à locomoção dos usuários que realizam serviços essenciais no atual estado de calamidade pública.

Porém, a fim de evitar sanções pelo Município de Petrolina, uma vez que será procedida a remoção dos veículos da Joafra que circularem fora do percurso determinado, a linha permanecerá sem operar os itinerários existentes e autorizados pela ANTT, até decisão em contrário. As informações são da Diretoria da Joafra Transportes.

Presidentes dos EUA e da China discutem pandemia de coronavírus

Foto: NHK WORLD - JAPAN

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o da China, Xi Jinping, discutiram, por telefone, a pandemia do novo coronavírus.

Trump publicou no Twitter, na sexta-feira, que tinha acabado de ter o que chamou de "uma boa discussão com Xi".

Ele escreveu que a China vem obtendo bastante conhecimento sobre o vírus. Acrescentou que estavam trabalhando juntos, e manifestou também respeito ao lado chinês.

A chancelaria chinesa diz que Xi Jinping demonstrou preocupação sobre a extensão do alastramento de infecção nos Estados Unidos. Ele teria sugerido fornecimento de suprimentos médicos para dar apoio aos esforços americanos para conter o vírus.

O presidente chinês teria dito que as relações entre os dois países se encontram em um momento crucial, e que a cooperação é a única solução correta. Ele teria manifestado esperança de que os Estados Unidos adotem ações significativas para melhorar laços bilaterais.

Funcionários do governo dos dois países vêm criticando um ao outro sobre a origem do coronavírus, depois que Trump rotulou como o "vírus chinês".

Observadores afirmam que a conversa telefônica dos dois líderes tinha como objetivo evitar o agravamento do confronto. As informações são da NHK WORLD
- JAPAN.

Morre paciente de 15 anos de idade com Síndrome Respiratória Aguda Grave, em Petrolina (PE)



Foto: Reprodução / Hospital Universitário

Uma paciente que apresentava quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) faleceu na noite desta quinta-feira (26), no Hospital Universitário (HU) em Petrolina. Ela ocupava um dos leitos da unidade destinados ao Covid-19.

A paciente tinha 15 anos de idade e deu entrada no HU na última quarta-feira (25), com quadro de baixa pressão e oxigenação. Segundo a unidade hospitalar, ela apresentava, desde a infância, graves condições de saúde, com baixa imunidade.

A adolescente foi submetida ao teste para Covid-19, enviado e sob análise do Laboratório Central de Pernambuco (Lacen-PE). A previsão é de que o resultado seja divulgado nesta sexta-feira (26).

A Prefeitura de Petrolina, por meio da Secretaria de Saúde, lamenta o falecimento da jovem e, neste momento de perda e dor, transmite os sentimentos aos familiares e amigos da adolescente. As informações são da PMP.

Covid-19: ruas de Petrolina (PE) são desinfectadas e ação deve avançar também para os bairros



Fotos: Alexandre Justino

Na guerra contra a covid-19, a Prefeitura de Petrolina está promovendo a higienização de locais públicos, como calçadas de bancos, hospitais, farmácias, padarias, praças e demais locais que ainda há uma circulação de pessoas. A operação está sendo tomada para aumentar a higienização e diminuir a probabilidade de infecção nestes locais que permanecem com trânsito de pessoas. A ação iniciou na noite desta quinta-feira (26) no centro da cidade e, deve abranger outros bairros nos próximos dias.

Munidos de água, sabão e cloro, cerca de 30 pessoas atuaram na desinfecção dos espaços públicos. Na ação, foram usados 3 caminhões pipa para lavar, 2 tratores com pulverizadores para borrifar nas ruas e 15 pessoas com pulverizadores costais para sanitizar calçadas, postes e locais de mais difícil acesso.

“Essa foi mais uma medida tomada pela Prefeitura de Petrolina com a finalidade de evitar o contágio pela covid-19. Vamos ficar realizando esta operação periodicamente, até que a pandemia esteja sob controle. Nós repetimos: não saiam de casa, caso não seja necessário. Estamos passando por um período difícil, mas que poderá ser amenizado se cada pessoa fizer sua parte. Juntos nós conseguiremos vencer esta crise” o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Emicio Junior.

A ação está sendo realizada pela Prefeitura de Petrolina com a parceria de produtores rurais e casas de insumos agrícolas, que tem cedido insumos, EPI’s e máquinas para a operação. As informações são da PMP.

Centrais sindicais discutem com presidente do STF medidas de proteção do emprego durante pandemia



Foto: Reprodução / STF

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, participou, na manhã desta quinta-feira (26), de videoconferência com líderes de movimentos sindicais para discutir medidas a serem adotadas junto ao setor produtivo, o Congresso, o Judiciário e o governo federal diante da crise econômica causada pelo enfrentamento ao novo coronavírus.

A reunião, solicitada pelos presidentes de sete centrais sindicais, abordou uma agenda prioritária para preservação do emprego e renda dos trabalhadores durante e após a pandemia global. Os líderes sindicais destacaram a importância de se julgar ações impetradas no Supremo no âmbito da Medida Provisória nº 927, bem como apresentaram propostas de proteção aos trabalhadores e defenderam a criação de um comitê técnico formado por autoridades médicas, setor produtivo e movimentos sociais.

"Há uma unidade de sentido que é a defesa da saúde aliada à defesa do emprego e do parque produtivo, já que este último não tem interesse em perder o capital humano acumulado", disse o presidente do STF, Dias Toffoli, ao lembrar de videoconferência com empresários na segunda-feira (23).

Fundo

O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Sérgio Nobre, alertou para o impacto da pandemia nas micro e pequeno empresas, responsáveis por mais da metade dos empregos do país, segundo ele. "Essas empresas não têm recurso para sobreviver. Podemos chegar a 40 milhões de desempregados. Devemos seguir o modelo de outros países que estão criando fundos para sustentar as empresas e o sistema produtivo", destacou.

Para Toffoli, “nesse momento de dificuldade para todos os brasileiros, o Estado precisa propor soluções de auxílio aos diversos setores da sociedade para a economia continuar girando", indicou o ministro lembrando que qualquer solução precisa ser acordada para ser sustentável.

Os líderes sindicais demonstraram especial preocupação com a MP/927, que dispõe sobre as medidas trabalhistas para enfrentamento do estado de calamidade pública. O presidente do STF salientou que todas as ações no STF relacionadas ao coronavírus são monitoradas e estão sendo priorizadas.

Comitê

O presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Ricardo Patah, reforçou a criação de um pacto nacional para que haja uma contribuição no sentido de diminuir a tensão que toma conta do país. Já Sérgio Nobre adiantou ter enviado ao Congresso Nacional proposta para que seja estabelecido um fórum de entidades representativas da sociedade civil, Legislativo, Judiciário, centras sindicais e empresários para uma atuação coordenada nesse "momento dramático".

Dias Toffoli considerou importante a criação de um comitê técnico gestor para centralizar decisões e estabelecer protocolos em outras áreas, como transporte e serviços de água e energia, bem como buscar garantias de retorno às unidades de produção. "Mostra-se necessária a atuação da Justiça como uma pacificadora e muitas vezes articuladora quando há algum tipo de conflito, seja entre Poderes, seja entre os entes da federação, até por que a característica específica do Supremo é exatamente ser um moderador dos conflitos federativos", concluiu.

Participaram também da videoconferência os presidentes da Força Sindical, Miguel Torres; da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Antônio Neto; da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Adilson Araújo; da Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST), José Calixto; e o deputado federal Paulinho da Força, entre outros líderes e assessores. As informações são da Assessoria de Comunicação da Presidência STF.

Prefeitura de Petrolina (PE) suspende Operação Tapa-buracos na zona rural devido às fortes chuvas na região



(Foto: Divulgação PMP)

Desde o início desta semana, a região do Sertão do São Francisco tem recebido da Agência Estadual de Águas e Clima de Pernambuco (Apac) alertas de chuvas moderadas a fortes. Em Petrolina, na noite da quarta-feira e madrugada desta quinta (26), os pluviômetros marcaram mais de 100 mm em localidades como Cristália, 60 mm em Rajada.

Em virtude das precipitações pluviométricas, a prefeitura suspendeu desde segunda-feira (23) os serviços de recuperação de estradas vicinais. Esse intervalo visa proporcionar um período para que as vias possam secar e assim voltar a receber as equipes da Secretaria de Governo e Agricultura (Segoa) que seguirão o cronograma da Operação Tapa-buracos. Já foram mais de 360 km recuperados na região de Muquém, Lajedo, Federação, Mudubim, Angical, Atalho, Marí, Baixa do Meio, Rio Jardim, Piranha, Barra Franca. A Segoa reforça ainda que os serviços acontecem, em especial, naquelas estradas que são corredores de transporte escolar para evitar transtornos como volta às aulas nas escolas municipais do interior da Capital Sertaneja. As informações são da PMP.

Suspeito de matar companheira a facadas com filho no colo é preso, confessa e é indiciado por feminicídio no AC



Com filho no colo, mulher é morta a facadas durante durante briga com o marido — Foto: Arquivo pessoal

O homem suspeito de matar a companheira, Katiane, de 23 anos, foi preso pela Polícia Militar do Acre (PM-AC) nesta quinta-feira (26) no bairro Novo Horizonte, em Rio Branco. A jovem foi morta a facadas pelo companheiro dentro de casa, na noite de quarta (25), no bairro Caladinho.

No momento em que foi atacada, a jovem estava com o filho no colo. A idade da criança não foi divulgada. Katiane levou ao menos três facadas, no pescoço, braço e costelas.

Durante patrulhamento de rotina, a polícia recebeu informação de moradores de que o suspeito estava em uma residência do bairro. Os militares fizeram buscas no local e encontraram o rapaz na rua.

Ele ainda tentou fugir, mas foi capturado e levado para a Delegacia de Flagrantes de Rio Branco (Defla). De acordo com a Polícia Civil, em depoimento ao delegado, ele confessou o crime e foi indiciado por feminicídio.

À polícia ele contou que estava discutindo com a mulher quando pegou uma faca de cabo preto e desferiu os golpes contra ela. O homem não informou a motivação da discussão. Ele deve ser encaminhado para audiência de custódia. As informações são de Iryá Rodrigues, G1 AC.

Homem é preso por agredir a própria mãe no Bairro Vila Eulália, em Petrolina (PE)



(Foto: Ilustrativa - Reprodução / Internet)

Um homem foi preso na noite de ontem (25) por agredir a própria mãe no bairro Vila Eulália, em Petrolina. Policiais Militares do 5° BPM da Patrulha da Mulher realizavam uma operação na comunidade e se depararam com uma senhora, que afirmou ter sido agredida pelo filho.

A equipe se deslocou até a residência indicada pela vítima e prenderam o agressor. Ele foi conduzido juntamente com sua mãe à Delegacia de Polícia Civil (PC). As informações são do Blog do Carlos Britto.

Programa ‘Academia da Saúde’ em Petrolina (PE) suspende atividades, mas professores gravam vídeos para alunos se exercitarem em casa

(Foto: Divulgação PMP)

Os quatro polos da Academia da Saúde em Petrolina estão com suas atividades suspensas devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e atendendo às recomendações decretadas pelo estado e também pelo município. Cerca de 400 pessoas são atendidas nesses espaços que estimulam e promovem a prática de atividade física e de lazer, bem como de promoção da saúde e prevenção de doenças crônicas, como diabetes e hipertensão.

Mas, para não deixar os alunos sem fazer atividades físicas durante a quarentena, os profissionais que trabalham nas academias estão gravando vídeos com orientações para a prática de atividades físicas em casa. São exercícios leves, como alongamento e alguns treinos funcionais, que poderão ser feitos durante o período de reclusão social em que todos devem se prevenir contra o coronavírus.

“Além de ajudar a manter a forma e o condicionamento físico em um momento em que a recomendação é ficar em casa, manter-se ativo é uma ferramenta importante para não se descuidar da saúde e ainda minimizar o estresse e a ansiedade gerados no contexto do isolamento domiciliar. Estamos mandando os vídeos e orientações para grupos que temos com alunos e também no perfil da Academia da Saúde no Instagram (https://www.instagram.com/academiadasaudepetrolina/)”, destaca o coordenador do programa ‘Academia da Saúde’, Paulo Ricardo Santos.

Academia da Saúde

As Academias da Saúde estão localizadas em quatro localidades de Petrolina: Cosme e Damião, Vila Eulália, Idalino Bezerra e Praça da Sementeira. Em tempos normais, as aulas acontecem de segunda a sexta-feira, com turmas manhã, a partir da 6h30, e a tarde com início às 15h. Para participar basta se dirigir a academia mais próxima portando o cartão do SUS. Em parceria com o Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica (NASF-AB), os alunos também recebem atendimentos de fisioterapia e nutrição, através de encontros agendados. As informações são da PMP.

Prefeitura de Serra Talhada (PE) declara estado de calamidade pública após chuvas intensas na região

Foto: Reprosução / WhatsApp, via Blog do Carlos Britto

A Prefeitura de Serra Talhada (PE), no Sertão do Pajeú, declarou estado de calamidade pública nesta quinta-feira (26), após uma madrugada com fortes chuvas que alagaram ruas e bairros da cidade e atingiram outras localidades as margens do Rio Pajeú.

O prefeito Luciano Duque afirmou, por meio de nota, que o governo municipal “está dando todo o suporte às famílias em situação de risco e às empresas atingidas nas áreas alagadas”.

A Defesa Civil de Serra Talhada emitiu um alerta para os moradores e comerciantes, ontem (25), sobre o nível do Rio Pajeú que o órgão vem monitorando. Em algumas cidades ele já começou a baixar, mas ainda existe a possibilidade de voltar a subir por causa das barragens do médio Pajeú, que estão transbordando.

Informações sobre a quantidade de famílias que estão desabrigadas e os prejuízos após as chuvas ainda não foram contabilizados pela prefeitura. No momento, as escolas municipais estão sendo utilizadas como abrigos improvisados para os desabrigados. O coordenador da Defesa Civil Municipal, Thiago Oliveira, pediu que a população “não compartilhe notícia falsa, para não provocar pânico nas pessoas“. As informações são do Blog do Carlos Britto.

Prefeitura de Petrolina (PE) orienta trabalhadores rurais para combate ao coronavírus



Foto: Arquivo/ Sindicato Patronal da Fruticultura Irrigada  

Desde que foram divulgados na última semana os decretos municipais sobre as medidas preventivas, dentre elas, o isolamento social, muitos trabalhadores rurais que atuam na principal fonte geradora de renda da região têm procurado a prefeitura para esclarecer dúvidas sobre o que deve ser feito no ambiente de trabalho nas fazendas. A Prefeitura de Petrolina tem acompanhado os acordos do Sindicato Patronal da Fruticultura Irrigada e demais sindicatos rurais do município que já estão implementando ações para garantir a segurança em saúde.

Além das medidas padrões de profilaxia recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), e das instituições oficiais de saúde do Brasil, algumas ações mais específicas estão sendo efetivadas diariamente para reduzir ou mesmo evitar o contágio com a Covid-19 e demais gripes como a influenza A. Nas fazendas de produção de frutas como manga e uva, medidas como manter um metro de distância de cada pessoa; lavar bem as mãos com água corrente e sabão, já estão sendo adotadas, e para isso, foram instalados diversos lavatórios nas fazendas.

Na hora do almoço estão sendo realizados esquemas de rodízio de turmas para que não haja aglomeração de mais de 10 pessoas no mesmo ambiente; além disso, existem os equipamentos de proteção individual que são distribuídos para os trabalhadores. Outra ação também são palestras com especialistas que têm sido realizadas para ajudar na conscientização sobre combate ao coronavírus. Foi ampliado o número de ônibus e vans de transporte para evitar que haja mais de 10 funcionários durante locomoção de suas residências até as fazendas e todos os meios de transporte estão sendo higienizados com cloro tanto na ida quanto na volta para garantir a esterilização do ambiente.

No Packing house, espaço destinado para a classificação e embalagem das frutas que saem dos pomares de produção com um padrão de alta qualidade, as fazendas já seguiam uma série de protocolos sanitários conforme determinação do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA). Nesses locais, sempre há um enorme cuidado de higiene para não haver nenhuma contaminação aos alimentos que serão exportados ou importados e isso ajuda a mantê-los extremante limpos e livres de micro-organismos tais como o coronavírus.

É importante lembrar que, de acordo com decreto publicado pelo Governo Federal e Estadual existem segmentos que não podem parar a exemplo da saúde e alimentação. Então, pessoas que trabalham em padarias, supermercados pequenos mercados, casas de ração animal, lojas de implementos agrícolas e demais estabelecimentos da agricultura, farmácias, postos de gasolina, depósitos de água mineral e gás, além de obras de serviços essenciais, como o hospital, abastecimento de água, gás, energia e internet continuam atuando e é preciso que sigam todas as orientações das autoridades em saúde e assim protegerem a si e aos demais contra essa pandemia da Covida-19. As informações são da PMP.

Saúde destina mais R$ 600 mi para ações de combate à pandemia



Foto: Renato Strauss / ASCOM MS

O Ministério da Saúde anunciou, nesta quarta-feira (25/03), a liberação de mais R$ 600 milhões para estados e municípios reforçarem o plano de contingência para o enfrentamento da Covid-19. A orientação é que cada estado discuta e defina junto aos seus municípios quais valores serão destinados para cada um. O recurso poderá ser utilizado em ações de assistência, inclusive, para abertura de novos leitos ou custeio de leitos já existentes nos estados e municípios.

“Nós vamos repassar R$ 600 milhões aos municípios de acordo com a pactuação local. Cada estado vai fazer hoje a sua divisão, de como vai fazer a alocação dos recursos e informar amanhã ao Ministério da Saúde, dentro das orientações que nós demos, quais são os municípios onde terão atendimento de maior complexidade. A partir disso, a gente repassa o recurso para que os municípios utilizem da melhor forma possível no que houver necessidade”, explicou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

A distribuição do recurso é proporcional ao número de habitantes de cada estado, que precisa definir os locais que terão atendimento de maior complexidade e, com isso, maior necessidade de reforço orçamentário. São, no mínimo, R$ 2 e, no máximo, R$ 5 por habitante. Na semana passada, o Ministério da Saúde já havia destinado R$ 432 milhões para auxiliar os estados e municípios no enfrentamento da pandemia.

O ministro da Saúde reforçou a importância do uso racional do sistema de saúde e das ações de prevenção nesse momento. “É importantíssimo que façamos bom uso do sistema de saúde, por isso é preciso prevenir aquelas doenças que concorrem com leitos de CTI. A vacina contra a influenza é um instrumento para isso, principalmente para os idosos, já que os vírus das influenzas, como H1N1, levam tanto quanto ou até mais pessoas para os serviços de CTI no Brasil”, destacou o ministro.

Mandetta reforçou, ainda, as medidas de prevenção. “Qualquer pessoa resfriada, gripada: evite o contato com outras pessoas. Mantenha a higiene das mãos para que a gente possa ter uma somatória de ações que nos dê equilíbrio para podermos atravessar esse momento de muito estresse para as pessoas e para o sistema de saúde”, concluiu. “Nós não vamos mudar um milímetro do foco na vida. Nós vamos focar na vida das pessoas durante todo esse período. Não vamos perder o foco que nós já construímos e estamos todos muitos conscientes, no foco da proteção da vida”, concluiu o ministro da Saúde.

Outros R$ 400 milhões já haviam sido enviados a todos os estados do país neste mês para serem utilizados conforme a necessidade do enfrentamento à doença. A distribuição também foi proporcional ao número de habitantes de cada estado, sendo R$ 2 per capita.

ISOLAMENTO SOCIAL

Sobre as medidas para contenção do coronavírus, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, destacou a necessidade de um trabalho coletivo, com órgãos diversos. “Quarentena sem prazo determinado para terminar vira uma parede na frente das necessidades das pessoas que precisam comer, que precisam abastecer suas casas, que precisam ir aos supermercados e que precisam ir e vir, porque isso faz parte da própria sobrevivência”, comentou. As informações são do Ministério da Saúde.

Após dois meses de queda, volume de serviços cresce 0,6% em janeiro




O volume de serviços no Brasil cresceu 0,6% em janeiro, após dois meses seguidos de queda, de acordo com a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada ontem (25) pelo IBGE. A alta foi puxada pelo setor de transportes, serviços auxiliares e correio, que avançou 2,8% na passagem de dezembro para janeiro, recuperando a perda nos últimos dois meses de 2019.

Em comparação com janeiro do ano passado, o volume de serviços cresceu 1,8%, alcançando a quinta taxa positiva consecutiva. Já no acumulado dos últimos 12 meses, o avanço foi de 1%.

“O setor de transporte, que é o segundo maior peso entre os cinco setores investigados, foi impulsionado pelos transportes ferroviários e rodoviários de carga. Eles estão inseridos no transporte terrestre, que avançou 4% em janeiro, também depois de dois resultados negativos consecutivos”, explica o gerente da pesquisa, Rodrigo Lobo, destacando que o transporte de carga sofre influência do setor industrial, que cresceu 0,9% em janeiro.

Quatro das cinco atividades investigadas na pesquisa tiveram resultado positivo. Além do setor de transportes, tiveram altas outros serviços (1,2%), serviços prestados às famílias (0,7%) e serviços profissionais administrativos e complementares (0,1%). O único setor a apresentar queda no período foi o de informação e comunicação (-0,9%).

Regionalmente, 16 das 27 unidades da federação acompanharam o crescimento verificado no país. São Paulo e Rio de Janeiro, que juntos somam quase 60% de todo o volume de serviços, tiveram queda de 0,3% e 0,4%, respectivamente, na comparação com dezembro.

“Com isso, os destaques positivos vieram do Distrito Federal, com avanço de 7,4%, seguido por Mato Grosso, com avanço de 14,1%, Minas Gerais, que cresceu 2,2% e, por último, Pernambuco, avançando 6,7% frente a dezembro de 2019”, conta Rodrigo. As informações são do IBGE.

Bolsonaro nega descaso com coronavírus e diz que fazer politicagem com pandemia é covardia



Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino

O presidente Jair Bolsonaro usou o Twitter na noite de quarta-feira para negar que esteja tratando a pandemia de coronavírus com descaso e disparou contra críticos, ao afirmar que fazer “politicagem” durante a pandemia é “coisa de covarde”.

As publicações do presidente na rede social vieram ao final de um dia em que foi duramente criticado pelo pronunciamento em rede nacional que fez na noite de terça-feira, no qual minimizou a doença classificando-a de “gripezinha” e defendeu a reabertura do comércio e de escolas, além da limitação do isolamento a idosos e pessoas portadoras de doenças.

Na quarta-feira, o presidente também reiterou críticas a medidas de restrição de circulação adotadas por governadores para tentar conter o avanço do vírus e se isolou dos chefes dos Executivos estaduais após entrar em atrito direto com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), durante videoconferência com governadores do Sudeste, e de o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM).

Em videoconferência também na quarta-feira, 26 dos 27 governadores decidiram que continuarão a seguir as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), que defende o distanciamento social como forma de conter a propagação do coronavírus, apesar dos ataques feitos por Bolsonaro, que chegou a afirmar que governadores trabalham com “terra arrasada” e “exterminam” empregos.

“Não queremos descaso com a questão da Covid-19. Apenas buscamos a dose adequada para combater esse mal sem causar um ainda maior. Se todos colaborarem, poderemos cuidar e proteger os idosos e demais grupos de risco, manter os cuidados diários de prevenção e o país funcionando”, escreveu o presidente.

“É mais fácil fazer demagogia diante de uma população assustada do que falar a verdade. Isso custa popularidade. Não estou preocupado com isso! Aproveitar-se do medo das pessoas para fazer politicagem num momento como esse é coisa de COVARDE! A demagogia acelera o caos.”

No atrito que teve com Doria durante a reunião, Bolsonaro afirmou que o governador paulista não tem responsabilidade e atua pensando em uma candidatura presidencial em 2022. Acusou-o ainda de fazer “demagogia barata”.

“Se estivesse pensando em mim, lavaria as mãos e jogaria para a plateia, como fazem uns. Penso no povo, que logo enfrentará um mal ainda maior do que o vírus se tudo seguir parado. NÃO CONDENAREI O POVO À MISÉRIA PARA RECEBER ELOGIO DA MÍDIA OU DE QUEM ATÉ ONTEM ASSALTAVA O PAÍS!”, disparou o presidente no Twitter. As informações são da Reuters.