Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Diego Souza mostrou sua importância para o Sport (Foto: SCR)



Se ainda havia dúvidas sobre a permanência de Diego Souza no Sport, elas acabaram. Após a torcida do Leão ficar assustada pelo meia iniciar o confronto desta quinta-feira contra a Chapecoense apenas no banco de reservas, o camisa 87 entrou no segundo tempo, fez seu sétimo jogo pelo clube no Brasileirão (o que o impede de se tranferir para o Palmeiras) e comandou a vitória rubro-negra por 3 a 0.
Depois de um primeiro empo muito fraco tecnicamente e com muitos passes errados, Diego Souza entrou na vaga de Sander, ainda no intervalo. Assim, André abriu o placar aos 17 minutos, o meia ampliou aos 46, e, por fim, o camisa 9 fechou o placar.
Com o resultado, o Sport foi a 21 pontos e se manteve na quinta colocação, que garante vaga para a pré-Libertadores de 2018. Já a Chapecoense permaneceu com 15 pontos e caiu para a 16ª posição, três pontos à frente do São Paulo, que abre a zona de rebaixamento.
Na próxima rodada, a Chapecoense recebe o São Paulo, domingo, às 16h (de Brasília), na Arena Condá. Já o Sport encerra a 14ª rodada na segunda-feira, quando visita o Botafogo, às 20h, no Engenhão.
O JOGO
O primeiro lance de perigo veio logo aos quatro minutos, em ataque do Sport e concluído pela Chape. Rithelly levantou na área, Douglas Grolli desviou contra o próprio gol e assustou Jandrei, que só observou.
Em jogo com muitos passes e errados e quatro cartões amarelos apenas no primeiro tempo, a próxima oportunidade só surgiu aos 31 minutos. Everton Felipe dominou no meio e arriscou de longe, mas a bola foi rasteira e saiu à direita de Jandrei.
Os visitantes pareceram acordar na reta final da primeira etapa. Primeiro, aos 37, bela triangulação entre Arthur e Wellington Paulista, e o camisa 17 recebeu na entrada da área, finalizou de perna esquerda e mandou por cima do gol.

Em seguida, aos 41, Jandrei lançou Arthur, que dominou e deixou Wellington Paulista em condições de finalizar, mas o centroavante chutou torto, à direita do gol de Magrão.
A segunda etapa foi ainda pior do que a primeira, mas a rede finalmente foi balançada. Aos 17 minutos, André iniciou a jogada, abriu na direita para Everton Felipe e invadiu a área. O meia devolveu a bola, e o camisa 9 chegou chutando para abrir o placar e colocar o Sport na frente.
Já na reta final da partida, Diego Souza, que entrou no intervalo, deixou sua marca. Com 46 jogados, Mena cruzou na medida para o camisa 87, que cabeceou no contrapé de Jandrei e ampliou o marcador.
Por fim, aos 49, André anotou mais um e fechou o marcador em lance muito parecido com o primeiro gol do jogo. Samuel Xavier cruzou rasteiro da direita, o camisa 9 antecipou a marcação e mandou para as redes.
FICHA TÉCNICA
SPORT 3 x 0 CHAPECOENSE

Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE)
Data: 13 de julho de 2017, quinta-feira
Horário: 19h30 (Brasília)
Árbitro: Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Vanderson Antonio Zanotti (ES)
GOLS:
SPORT: André, aos 17 e 49 minutos do segundo tempo; Diego Souza, aos 46 da etapa final
Cartões amarelos: Patrick e Ronaldo Alves (SPORT); Reinaldo, Apodi, Douglas Grolli, Lucas Mineiro, Andrei Girotto, Arthur, Lucas Marques e Wellington Paulista (CHAPE)
SPORT: Magrão (Agenor); Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Sander (Diego Souza); Patrick, Rithely, Mena e Everton Felipe; Osvaldo (Rogério) e André
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi, Douglas Grolli, Victor Ramos e Reinaldo; Lucas Marques (Lourency), Lucas Mineiro e Andrei Girotto (Luis Antônio); Seijas (Dodô); Arthur e Wellington Paulista
Técnico: Emerson Cris (auxiliar)



Sobre montieur monteiro

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você