Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

(Reprodução)



Em meio a muita tensão e insatisfação, os médicos de Petrolina seguem indignados com o posicionamento da prefeitura e rejeitaram por unanimidade a contraproposta apresentada pela gestão municipal. Em Assembleia Geral Extraordinária nesta terça-feira (11), no IGEPREV, a categoria declinou o reajuste de 6,29% e deliberaram a manutenção a proposta de reajuste plurianual a toda da categoria, buscando isonomia com o município vizinho de Juazeiro-BA.

A Assembleia - comandada pela vice-presidente do Simepe, Claudia Beatriz, e pelo diretor jurídico da entidade, Walber Steffano - contou com grande presença da categoria. Os médicos deliberaram também que serão mantidas as atividades fiscalizatórias já solicitadas ao Cremepe, cujos os relatórios serão encaminhados, mediante denúncia, ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

O quorum da AGE definiu ainda que manterá a mobilização de caráter de "assembleia permanente", com informações à comunidade sobre o movimento dos médicos. Por fim, os médicos também intensificam a mobilização discutindo sobre uma possível greve, mas deliberando - por hora - a mais uma paralisação, agora de três dias. As atividades serão suspensas entre os dias 25 e 27 deste mês, com atividades de cunho social e manifestação da categoria em praças públicas.



Thiago Graf 


Sobre montieur monteiro

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você