Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Presos seriam da Penitenciária Agroindustrial São João, em Itamaracá (Foto: Thays Estarque/G1)



Polícia Civil e a Corregedoria-Geral da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS) investigam a relação entre dois policiais militares da reserva e dois presidiários do regime semiaberto que foram detidos em flagrante com armas em dois carros no Grande Recife. Na quarta-feira (5), os quatro homens estavam na PE-35, em Igarassu, quando houve a abordagem. Existe a suspeita de que os detentos estavam deixando uma unidade do sistema penitenciário com escolta feita por militares da reserva.

Os quatro homens foram levados para a Delegacia de Paulista, na mesma região. Com o grupo, os PMs acharam três pistolas, sendo uma com a numeração raspada, e um revólver, também sem documentação. Os detentos são da Penitenciária Agroindustrial São João, em Itamaracá, no Grande Recife.

Por meio de nota, a PM informou que o flagrante aconteceu em meio a uma ação do Batalhão de Operações Especiais (Bope). A equipe estava na estrada e ordenou a parada de dois carros, onde estavam sete pessoas. Um dos veículos prestava serviço para uma empresa de transporte particular de passageiros acionada por meio de aplicativo de celular.

Na revista aos homens, os policiais do Bope encontraram as armas. Na delegacia, os agentes, segundo a nota da PM, descobriram que um dos cabos da reserva tem um mandado de prisão em aberto, expedido em 2012, por causa de um homicídio.

A PM informa, ainda, que o cabo da reserva justificou ter sido julgado e absolvido. A Polícia Civil terá, agora, que confirmar essa informação. As informações são do G1 PE.

Sobre montieur monteiro

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você