Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Corpo de Bombeiros recebe trotes (Foto: Reprodução/ TV Grande Rio)


Em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, 70% das ligações recebidas pelo 4º Grupamento do Corpo de Bombeiros são trotes. Essas ligações ocupam também as linhas da Central de Atendimento do Serviço Médico de Atendimento Médico de Urgência (Samu) da cidade. Para evitar a prática criminosa, esses órgãos, adotaram algumas precauções.

Segundo o capitão 4º GB, Fábio Silva, os trotes são mais frequentes em dias de semana e no período da tarde. “A gente tem prejuízo para o nosso efetivo nesta questão psicológica. São tantos trotes, que com o tempo tem um prejuízo psicológico para quem trabalha nesse setor”, explica.

O Samu trabalha 24 horas para salvar vidas, e, infelizmente, algumas pessoas acabam ocupando a linha com os trotes. “Essas pessoas que ligam para passar trotes, elas já ocupam a linha e outras pessoas ligam e a linha dá ocupada e a gente deixa de atender outras pessoas que realmente tem um chamado importante de urgência”, relata a diretora do Samu, Laís Cabral.

Para coibir as chamadas foi preciso reforçar o questionário na hora do atendimento e adotar outras medidas. “A gente implantou o identificador de chamadas que a antes a gente não tinha aqui. E agente tem treinado os profissionais para que as perguntas sejam cada vez mais concretas para que a gente consiga identificar esses trotes antes mesmo de sair da base. Também temos ações mensais nos bairros para instruir a população de quem deve ligar para o Samu”, ressalta Cabral.

A penalidade para quem passa trote é de um até seis meses de detenção mais multa. Informações do G1 Petrolina.

Sobre montieur monteiro

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você