Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

(Imagem ilustrativa)


A ‘Operação Estirpe’, deflagrada nesta quarta-feira (30) pela Polícia Civil de Pernambuco, prendeu dois irmãos apontados como líderes de uma quadrilha envolvida em, ao menos, sete assassinatos no Grande Recife. Entre as vítimas estão uma criança de 1 ano e o padrasto, mortos em fevereiro deste ano, no distrito de Camela, em Ipojuca.

As informações foram repassadas pelo chefe da Polícia Civil de Pernambuco, delegado Joselito do Amaral. Segundo ele, dos seis mandados expedidos pela Justiça, três foram cumpridos. “Prendemos o líder e os dois braços direitos dele. Há três foragidos”, observou.

No balanço parcial da ação, Amaral destacou a crueldade empregada pela quadrilha para cometer os crimes. “Eles matavam mesmo quem não tinha relação com a disputa territorial pelo tráfico de drogas. No caso de Camela, o homem foi morto no lugar do irmão e ainda pegaram a criança. A mãe do menino ficou ferida”, declarou.

Segundo Amaral, além de Camela, o grupo atuava em Porto de Galinhas, também em Ipojuca. “Eles tinham o propósito de intimidar os rivais e estavam se estabelecendo. Era uma quadrilha com seis integrantes que atuavam com violência”, comentou o delegado.

O chefe da Polícia Civil informou, ainda, que a operação contou com a colaboração de suspeitos envolvidos nos crimes. “Eles terão direito a participar da delação premiada. Assim, pretendemos chegar a mais integrantes do grupo”, acrescentou.

Ação

A ‘Operação Estirpe’ cumpriu também 10 mandados de busca e apreensão domiciliar, em Jaboatão dos Guararapes e em Ipojuca. Esta é foi 32ª operação de repressão qualificada deste ano.

As investigações foram efetuadas pela 14ª Delegacia de Homicídios, com assessoria do Núcleo de Inteligência do DHPP/Divisões de Homicídios. Participaram da 'Operação Estirpe' 60 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães.

A operação foi supervisionada pela Chefia de Polícia Civil e coordenada pela Diretoria Integrada Especializada (Diresp). Os presos e materiais apreendidos seguiram para Divisão de Homicídios da Região Metropolitana Sul, na Avenida Barreto de Menezes, em Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes. As informações são do G1 PE.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você