Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]



A Justiça Federal em Pernambuco alerta para um novo tipo de crime. Golpistas estão ligando para consumidores e se passando por oficiais da 4ª Vara. Segundo o Judiciário, criminosos dizem que vão cortar o fornecimento de energia, caso a vítima não faça um depósito em dinheiro, o mais rápido possível. O golpe é aplicado contra clientes residenciais e comerciais da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) .

Durante a ligação, o golpista chega a passar um número de telefone, caso a vítima esteja duvidando do contato. Porém, esse número pertence a um cúmplice, que se encarrega de confirmar as falsas informações.

Em nota, a Justiça informa que a 4ª Vara só trata de casos criminais e que não tem nenhuma relação com corte de energia elétrica. Reforça que o oficial pode até ligar, mas que, quando adota esse procedimento, passa o número do mandado e do processo para que o consumidor possa conferir.

O superintendente da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), Luis Jorge Lira Neto, reforça que é a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) que regulamenta o procedimento de suspensão de fornecimento. A Celpe é a responsável pelo corte.

“O cliente só pode ter seu fornecimento suprimido quando for avisado. O cliente que não pagou uma conta será avisado, na fatura seguinte, sobre o débito. Depois disso, ele tem até 15 dias para fazer a negociação. Só após esse prazo é que a sua energia pode ser cortada por funcionários da Celpe”, pontua.

Além do aviso na conta seguinte, o consumidor ainda pode ser alertado via mensagem de texto. “Quem tem telefone cadastrado recebe uma mensagem sobre o débito e uma na véspera do corte”.

Ao contrário do que é pedido pelos golpistas, o pagamento só é feito por meio de código de barras, jamais depositado em conta corrente. “A parcela da negociação sai na próxima conta ou em boleto bancário. Ela deve ser paga em agência bancária, num ponto da Celpe ou em lotéricas”, completa Lira Neto.

Em caso de dúvida, a vítima pode entrar em contato com o telefone 116 ou procurar qualquer agência da Companhia Energética de Pernambuco. As informações são do Bruno Grubertt, TV Globo / G1 PE.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você