Slider[Style1]

Style10

EM QUEM VOCÊ VOTARIA PARA PRESIDENTE EM 2018?

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

(Foto: MasterTux / Pixabay)


O governador Paulo Câmara assinou, nesta sexta-feira (15.12), o protocolo de intenções com a empresa suíça Ruag Indústria e Comércio de Munições Ltda. O acordo tem como objetivo a construção e instalação da primeira fábrica da empresa no País, que contará com um investimento de, aproximadamente, 15 milhões de euros (cerca de R$ 58,5 milhões), gerando, inicialmente, 40 empregos diretos em Pernambuco. A iniciativa integra um importante pacote de ações anunciados como a instalação do Centro de Distribuição e E-commerce da Saraiva e a renovação da concessão de benefícios fiscais com o Grupo Tigre, fechando uma semana em que a atração de novos empreendimentos foi pauta principal no fortalecimento da economia de Pernambuco.

"É importante que nós temos a condição de fechar o ano com o anúncios de tantos investimentos. Pernambuco mostra, claramente, que fez o dever de casa e que cumpre todas as obrigações. Estamos hoje fazendo história: a primeira indústria de armamentos, depois de décadas, se instalando no Nordeste brasileiro. Nós consolidarmos uma indústria de defesa vai ajudar a dar respostas mais rápidas, respostas que vão trazer também tecnologia e inovação nessa área. Estamos, na verdade, desburocratizando uma área que vai ter um grupo econômico estrangeiro, que vai cumprir todo um protocolo necessário de defesa do Brasil e vai dar condições de sermos um polo responsável de defesa nacional, de defesa social e, acima de tudo, de geração de emprego e renda no Nordeste e no Brasil", destacou o governador.

Além dos atrativos benefícios fiscais e da disponibilidade de financiamentos por meio do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE) e do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), a escolha por Pernambuco para a instalação da fábrica da Ruag se deu, ainda, pela localização estratégica do Estado e pela infraestrutura do Porto de Suape. O complexo portuário irá garantir uma operação eficaz para o negócio diário da empresa, já que a grande disponibilidade de linhas marítimas permite o transporte seguro de matéria-prima e produtos acabados, cujo transporte é cercado de cuidados especiais.

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, avaliou todo o Brasil será beneficiado com a nova empresa, através do incremento na comercialização desse tipo de tecnologia. “Temos, hoje, a possibilidade do nosso Estado ancorar uma cadeia importante de investimentos na área de produtos de defesa. Para o Brasil, isso representa, sobretudo, atrair capitais, atrair tecnologia e criar uma saudável competição, o que é fundamental para que possamos agregar tecnologia, conhecimento e que possamos ter produtos de boa qualidade”, pontuou.

A empresa pretende iniciar a produção de munição de armas pequenas em Pernambuco, gerando, no início das vendas, cerca de US$ 10 milhões por ano. “Fomos ousados em trazer para Pernambuco o debate, que começou neste ano e foi muito forte, com o apoio do Governo em todos os níveis, o suporte e também os incentivos fiscais e econômicos, além de ter aqui o Porto de Suape. A visão que eu tenho desse processo, que acelerou tanto nos últimos meses, é que vai continuar acelerando ao ponto de produzirmos as primeiras munições no Brasil já no próximo ano”, afirmou o CEO da Ruag Ammotec, Christoph Einsenhardt. Em fase de elaboração, o projeto ainda não definiu o local para a instalação da empresa no Estado.

Quando instalada, a Ruag fornecerá produtos para forças policiais, empresas de segurança e atiradores de esportes licenciados de todo o País, seguindo as diretrizes estritas da legislação e um regime interno rigoroso quanto à conformidade e um código de conduta.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você