Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

MPT pediu indenização de R$ 29 milhões (Foto: Flávio Portela/MPT-BA)


O Ministério Público do Trabalho na Bahia (MPT-BA) entrou com ação na Justiça para pedir indenização de R$29 millhões à Seara Alimentos Ltda., empresa do grupo JBS S/A, por desrespeitar normas de saúde e de segurança no trabalho.

De acordo com o MPT, investigações comprovaram que a unidade da empresa, que fica em São Gonçalo dos Campos, a cerca de 108 quilômetros de Salvador, descumpre normas trabalhistas de segurança e de saúde dos empregados.

Ainda conforme o MPT, mais de 50 acidentes de trabalho, incluindo mutilação, fraturas, traumas, queimaduras, perda de visão, esmagamento, contusão e duas mortes, teriam sido resultado das irregularidades praticadas.

Na ação, o MPT pediu uma liminar que obrigue a empresa a cumprir toda a legislação referente à segurança do trabalho, sob pena de multa.

O documento foi apresentado à Justiça do Trabalho na última quinta-feira (30), depois de oito tentativas de assinatura de Termo de Ajuste de Conduta (TAC), onde a empresa teria protelado o acordo, segundo o MPT.

São 25 pedidos de medidas emergenciais feitos pelo MPT, que pede ao judiciário multa entre R$10 mil e R$ 100 mil por item.

As investigações começaram em 2008, na então Avipal Nordeste S/A, empresa mais tarde integrada à BRF Brasil Foods S/A. A BRF foi incorporada pela Seara Alimentos S/A, adquirida pelo Grupo JBS. As informações são do G1 BA.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você