Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]


Felipão questiona gratidão de Tite (Foto: Editoria de arte / globoesporte)

Muito antes de ser pentacampeão com a seleção brasileira em 2002, Luiz Felipe Scolari trabalhou com então jogador Tite ao levá-lo para jogar no Caxias. Só que passou o tempo e a relação entre os dois treinadores gaúchos azedou. O próprio Felipão deixou claro seu ressentimento com o atual técnico da seleção brasileira, como fez em entrevista ao programa “Bola da Vez”, da “ESPN Brasil”, nesta semana.

- Esta palavra (gratidão) não existe mais. Você acha isso correto de quem conhece há 30 anos, de quem te abriu todas as portas? Quem te deu a oportunidade de ser jogador do Caxias, de começar na carreira e arranjar lugares fora do Brasil para trabalhar? Essa é a gratidão? – questiona Felipão.

Ao questionar a gratidão de Tite, Felipão se referiu às declarações do treinador da Seleção em sua biografia. Nela, Miro, o irmão do técnico, afirmou que a relação entre ambos acabou em 2010, após o Palmeiras de Scolari ter supostamente entregado um jogo para prejudicar o Corinthians de Tite.

Ao falar das declarações do irmão, o técnico do Brasil disse, também na biografia, que tem gratidão a Felipão pelo seu início de carreira, mas após o episódio de 2010 passou a vê-lo com outros olhos. Desde então, a relação ficou estritamente profissional.

Além disso, em entrevista à Folha de S. Paulo há dois meses, Tite revelou que Felipão não atendeu quando ele o procurou (duas vezes) ao assumir a seleção no ano passado. Scolari falou sobre o assunto ao “Bola da Vez”.

- Por que tenho que atender se, quando eu solicitei, não fui atendido? Nem ouviu o porquê daquilo. Então está bom - completou Felipão, que está sem clube desde que deixou o Guangzhou Evergrande ao conquistar o Campeonato Chinês nesta temporada. As informações são do GloboEsporte.com, Rio de Janeiro.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário