Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

(AsCom Prefeitura de Petrolina)



Os servidores municipais da área de Educação do município foram recebidos, nesta terça-feira (21), para mais uma rodada de conversa com a secretária da pasta, Maéve Melo, e pela secretária executiva, Sônia Passos. Os encontros estão virando rotina na relação entre a gestão e os trabalhadores.

Na pauta, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Petrolina(PE) (Sindsemp) apresentou algumas reivindicações, entre elas: a situação dos Assistentes de Criança (AC), Prêmio Gestão Eficiência, enquadramento, EPCM, horário de acolhida nas unidades do CMEI e do programa de primeira infância, seleção de professores e concurso. A secretária ouviu as demandas e encaminhou as soluções.

Sobre o Prêmio Gestão, Maéve Melo esclareceu que não haverá o pagamento da bonificação, pois não existe resultado. A gestão anterior ficou em débito com a empresa que ainda não entregou os dados finais. “Temos dívidas de mais de 19 milhões herdadas da gestão anterior com mais diversos fornecedores e nossa prioridade é honrar com a folha e com o piso. Nossas demandas prioritárias são aquelas essenciais para o andamento da Rede, como merenda e transporte, como orientou o prefeito Miguel Coelho; a premiação terá que esperar um pouco”, explicou.

Em relação aos novos horários de acolhida nas unidades, a secretária esclareceu que as atividades pedagógicas continuarão obedecendo ao horário anterior, regido pelas normas do MEC, o adiantamento promovido pela Secretaria de Educação (Seduc) foi para atender aqueles pais que trabalham. “As gestoras precisam explicar que este novo horário não é para todos. A flexibilidade da acolhida mais cedo foi pensando nos pais que precisam. Os outros alunos podem chegar no horário habitual”, pontuou. Mais uma vez, a secretária reafirmou que seguirá a seleção vigente para professores, caso exista a necessidade na rede, decisão bastante elogiada pelos presentes.

Maéve destacou também na reunião os esforços realizados pela Seduc para garantir o reajuste do piso. “O professor é nossa prioridade. Mesmo com uma grande dificuldade, debatemos com o sindicato a pauta salarial e garantimos a solicitação. Tiramos de outros setores para assegurar o reajuste total dos docentes. Outro grande avanço, fruto da negociação com a representação sindical, foi o difícil acesso aos secretários escolares que não possuíam tal gratificação”.

A vice-presidente do Sinsemp, Inês Silva, elogiou a postura da secretária em estabelecer o diálogo com a categoria.“Temos uma abertura muito grande com a secretária e isso é muito bom, pois ganha o governo, que cria um elo democrático e ganha o servidor que, através de sua representação, tem suas demandas colocadas na mesa de debate. Acredito que vamos continuar fortalecendo essa relação que é uma via de mão dupla e ajuda a amadurecer e avançar o setor”, comentou.

Outra decisão acertada na reunião foi o encontro mensal com a Associação dos Profissionais em Educação, entidade recém-criada. A postura da gestão foi elogiada pelo presidente, Carlos Odair. “Estamos iniciando o nosso trabalho e vemos com otimismo a intenção da secretária em construir em conjunto. Acredito que com esse diálogo aberto vamos resolver situações que estão, historicamente, pendentes, graças a essa predisposição da secretária em dialogar”, ressaltou. (Ascom PMP)

Sobre montieur monteiro

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você