Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]



Após conhecer o modelo de gestão educacional da cidade de Sobral, Ceará, aonde as escolas obtêm os maiores números no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), chegou à vez de detalhar as práticas da cidade de Belo Horizonte, no estado de Minas Gerais. A secretária de Educação de Petrolina, Maéve Melo, fez uma visita técnica à cidade nesta semana.

A capital minera é referência na educação infantil. Com o Programa Primeira Escola, Belo Horizonte obteve avanços significativos na Educação Infantil com a construção das Unidades Municipais de Educação Infantil (Umeis), a criação da carreira de educador infantil na Rede Municipal e a implantação do programa de Parceria Público-Privada (PPP). Desde então, houve, segundo dados da Secretaria de Educação da cidade mineira, um aumento de mais de 200% nas matriculas de 0 a 5 anos.

Com essas atitudes pioneiras, Belo Horizonte foi finalista da América Latina do prêmio Financial Times/Citi Ingenuity Awards e foi relacionada pela publicação internacional Infrastructure 100 como um dos cem projetos de infraestrutura urbana mais inovadora do mundo, com suas novas unidades escolares.

Além de conhecer as unidades, a gestora petrolinense esteve em reunião com as equipes administrativas, financeiras e pedagógicas da cidade mineira para levantar as questões positivas e as medidas tomadas no setor. Maéve foi recebida pela professora e secretária de Educação, Ângela Dalben.

Maéve ficou muito interessada no formato de gestão aplicado na cidade. “Belo Horizonte é referência e precisamos aprender experiências que estão dando certo. Além da ampliação da rede e, consequentemente, das vagas, houve um crescimento nos índices de qualidade na educação”, comentou.

Outro ponto que chamou a atenção de Maéve foi à parceria feita com as instituições conveniadas. “A Rede de educação infantil de Belo Horizonte atende a muitas crianças através de suas Unidades Municipais de Educação Infantil e conveniadas. São mais de 190 instituições diferentes, que complementam a rede; todas contratadas através de chamamento público, obedecendo a critérios definidos pela gestão”, pontuou. “Foi uma visita bastante rica, proveitosa... Volto para Petrolina com muita expectativa e com planos para melhorar cada dia mais nossa educação”, finaliza.


(Ascom PMP)

Sobre montieur monteiro

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você