Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]



Yuri é suspeito de envolvimento em mais de 20 homicídios (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Homem preso na manhã de segunda-feira (18) após dar entrada em hospital de Feira de Santana, a cerca de 100 quilômetros de Salvador, com ferimento a bala, era procurado por envolvimento em mais de 20 homicídios, segundo informações da Polícia Civil. Yuri Carlson Santana Santos, o “ET” ou “Cabeça de Repolho”, de 22 anos, foi apresentado à imprensa na manhã desta quarta-feira (20), na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em Salvador.

Integrante do Baralho do Crime da Secretaria da Segurança Pública (SSP), Yuri estampava a carta quatro de espadas. Ele estava com um mandado de prisão preventiva em aberto pelo homicídio de Lenilson Bacelar Mota, ocorrido em novembro de 2016, em Valéria, onde atuava.

Investigações da 3ª Delegacia de Homicídios (DH/BTS), coordenada pelo delegado Jamal Youssef, apontam Yuri como autor da morte de Jonas Pereira Cardoso, ocorrida no último sábado (16). O traficante também é acusado de participar do assassinato de Enderson Davi Silva dos Santos, no início deste mês, também em Valéria.

Segundo a polícia, outras duas vítimas de Yuri e do grupo ao qual ele faz parte são Moisés Paixão dos Santos, que foi retirado de dentro de casa, arrastado pela rua na presença de familiares e executado num matagal, e Pedro de Almeida Rodrigues, que foi decaptado. Os crimes ocorreram no bairro de Valéria e têm ligação com o tráfico de drogas.

Prisão


Yuri foi encaminhado para Salvador na tarde da última terça (19), depois de ser preso no hospital em Feira de Santana. O suspeito procurou atendimento médico após ser baleado na perna durante troca de tiros com uma guarnição da 31ª CIPM/Valéria.

O criminoso, que já tem passagem por tráfico de drogas, também vai responder por tentativa de homicídio contra os policiais. De acordo com a delegada Patrícia Brito, da 3ª DH, Yuri e seu bando impõem medo aos moradores de Valéria e adjacências. “Trata-se de traficantes extremamente perigosos, agressivos e cruéis. Além de arma de fogo, eles também usam facas e cães para atacar seus desafetos”, ressaltou a delegada. Depois da coletiva desta quarta, Yuri foi encaminhado ao sistema prisional. As informações são do G1 BA.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você