Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

(Foto: Reprodução)


Um policial militar foi filmado no momento em que deu um soco no rosto de uma mulher durante o carnaval da cidade de Juazeiro, no norte da Bahia. As imagens, que passaram a circular pelas redes sociais, foram gravadas com celular por um folião.

No vídeo, a mulher aparece de frente para o PM, que não teve identidade divulgada, e parece dizer algo para ele. Em seguida, o policial desfere o soco na vítima, que cai no chão desacordada.

Após a mulher desmaiar, um homem estende a mão como se estivesse pedindo calma e se abaixa para ajudar a vítima.

O caso ocorreu na madrugada de domingo (28), última dia do Carnajuá 2018. A festa teve início na sexta-feira (26) e durou três dias na cidade.

A Polícia Militar informou que instaurou um Processo Disciplinar Sumário (PDS) para apurar o excesso cometido pelo policial militar. A corporação disse que o PM foi afastado das atividades operacionais. A PM passará detalhes após a conclusão da apuração, que tem um prazo de 30 dias podendo ser prorrogável por mais 30 dias.

Outro caso

No sábado (27), na mesma festa, outro vídeo gravado por foliões mostra o momento em que dois rapazes, um de camisa branca e outro de camisa preta se envolvem em uma confusão com um policial. Um deles agride o PM por trás e, em seguida, é perseguido pelo agente. Enquanto isso, o outro homem tenta agredir o agente e se pendura nas costas do policial.

Segundos depois, outros policiais do pelotão se aproximam e agridem o rapaz que pulou nas costas do agente. Ele é visto sangrando em outro imagem, enquanto está rodeado de PMs. O folião foi imobilizado e retirado do circuito do carnaval.

A PM informou que uma patrulha realizava o policiamento quando um dos pms foi agredido com um soco no rosto por um folião. Disse que durante a tentativa de conter o agressor, um segundo folião agarrou o PM pelas costas e que o militar sofreu lesões durante o ataque.

O homem foi apresentado na delegacia do circuito da festa e uma sindicância foi instaurada para apurar os fatos.

O comando da Polícia Militar de Juazeiro disse que não está de acordo com qualquer tipo de violência. Afirmou que ainda não ouviu os policiais que estavam de serviço, mas que vai apurar se houve excesso nas duas situações.

Ainda conforme a corporação, caso os excessos sejam comprovados, os agentes serão punidos. A PM não especificou que tipo de punição deve ser aplicada. As informações são do G1 BA.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário