Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]


Professores efetivos da Rede Municipal de Petrolina iniciaram, nesta segunda-feira (12), o curso de pós-graduação stricto sensu do Mestrado Profissional em Formação de Professores e Práticas Interdisciplinares (PPGFPPI). Os servidores foram beneficiados por um convênio entre a Prefeitura de Petrolina e a Universidade de Pernambuco (UPE).

De acordo com Joelma Reis, diretora de ensino da Secretaria de Educação (SEDU), a parceria, que reservou vagas para os professores efetivos da Rede municipal, tem o intuito de colaborar com o alcance da meta 14 do Plano Nacional de Educação (PNE) que tem como objetivo elevar o número de matrículas na pós-graduação no nível stricto sensu, e, assim, melhorar os índices educacionais. Neste semestre, 9 professores foram aprovados, após submissão no processo seletivo do programa, organizado pela UPE.

O início das aulas foi comemorado pela professora efetiva da Rede e doutora em Ciências Biológicas, Alessandra Pacheco, que será colaboradora do programa de Mestrado orientando os alunos. “Com essa parceria, a gestão educacional de Petrolina estará fazendo a sua parte, contribuindo significativamente para que a meta brasileira seja alcançada Esse é um grande passo na evolução da educação básica, não só para Petrolina, bem como para toda a região do Médio São Francisco e um grande exemplo a ser seguido por todo o Brasil”. O coordenador do Programa, professor doutor Paulo Adriano Schwingel, concordou com as palavras de Alessandra e desejou sucesso aos alunos.

A professora e coordenadora do Núcleo municipal de Línguas (NUMEL), Indira Alencar, que foi aprovada no processo com um projeto sobre o ensino de línguas estrangeras na Rede, destaca a importância do convênio. “Essa é uma grande oportunidade para nós professores que vamos ter uma maior qualificação profissional, auxílio no fazer pedagógico, na reflexão de nossas ações enquanto educadores, além de colaborar para as experiências na Rede municipal”, conta.

Atualmente, dos 1.190 professores efetivos, apenas 17 possuem títulos de mestrado e duas de doutorado. “Esses números indicam a necessidade de se efetivar estratégias que estimulem os profissionais da educação a dar continuidade ao seu processo formativo no nível stricto sensu, o que, consequentemente, refletirá de forma significativa, na aprendizagem dos alunos da educação básica”, endossa Alessandra.

Além das vagas no PPGFPPI, os professores também terão reservas de vagas no Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental para o Semiárido (PPGCTAS), que deve lançar edital de seleção ainda este ano.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário