Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Foto: Ascom/divulgação

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) identificou mais de 400 ligações de água clandestinas em Petrolina. A fiscalização, que foi intensificada pela empresa nos últimos seis meses, tem o objetivo de combater o furto de água nos bairros da cidade.

Uma das irregularidades que mais chamou a atenção da Compesa foi encontrada numa residência localizada na Rua Tomé Cavalcanti, na Areia Branca, considerado bairro de classe medida na zona leste de Petrolina. A equipe da companhia chegou ao endereço após um estudo do consumo de vários imóveis da cidade.

Levantamos que, após dezembro de 2014, o consumo médio desse imóvel caiu de 45 metros cúbicos (m³) de água para 16 m³ de água, por isso resolvemos ir até o local para investigar, informou o gerente de Unidade de Negócios da Compesa, João Raphael de Queiroz.

A Companhia calcula que, durante três anos e meio de fraude, o prejuízo financeiro apenas com a ligação clandestina que existia nesse imóvel foi de R$ 30 mil.
Fizemos a estimativa de uma perda de 1.220 m³ de água, volume que daria para abastecer, por exemplo, cerca de 120 casas em um mês, explicou o gerente. A ligação clandestina foi encontrada na calçada da residência – com aproximadamente 600 metros quadrados (m²) de área construída – onde existia o desvio de água por uma tubulação que não passava pelo hidrômetro. A proprietária do imóvel foi comunicada da fiscalização e da irregularidade encontrada. As informações são do Blog do Carlos Britto.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário