Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

(Foto: avitalchn / pixabay)

Apesar de as crianças costumarem ficar sob a supervisão constante de algum adulto, um objeto estranho pode acabar indo parar na garganta do pequeno com muita facilidade. A pergunta a se fazer é: o que pode acontecer se o seu bebê estiver engasgado?

O conhecimento de primeiros socorros é algo que todos poderiam aprender, tendo em mente o que fazer em situações como essas.

Se a criança respira, mas tosse, é porque há uma obstrução parcial das vias respiratórias. O pequeno precisa continuar tossindo para eliminar o objeto preso. De acordo com o 'Incrível Club', o vômito também é possível devido aos reflexos do corpo causados pelo corpo estranho na laringe. Essas reações naturais do corpo ajudam a liberar a garganta sem interferências nem técnicas especiais.

A mudança repentina da tonalidade da pele para um vermelho azulado ou vermelho intenso, a incapacidade de inspirar e a salivação excessiva são sinais claros de que o pequeno está sufocando. Em alguns casos, é até possível perder a consciência.

Crianças de até 1 ano de idade

Nessa idade, um bebê pode engasgar com o próprio leite, seja materno ou de fórmula, ou ainda, com a papinha com pedaços muito grandes de comida. Existem vários métodos que podem ajudar a salvar a vida do seu filho numa situação dessas:

1 - Coloque o bebê sobre seu braço com a barriga virada para baixo e incline a cabeça dele para baixo. Com uma das mãos, segure a boca dele para que fique aberta. Com a outra, dê uma palmada firme, mas não excessivamente forte. Faça isso como se estivesse tentando tirar o corpo estranho preso na boca.

2 - Coloque o bebê de barriga para cima, de modo que a cabeça dele fique mais baixa que resto do corpo. Use os dedos médio e indicador para pressionar 5 vezes abaixo da caixa torácica, também de maneira firme, mas não excessiva.

Crianças maiores de 1 ano

Use sua mão como apoio para que a criança se incline para a frente. Bata entre as omoplatas da criança usando a palma da mão livre. Faça isso com força e bruscamente, 5 vezes.

Use o procedimento mais comum para esse tipo de caso: a chamada manobra de heimlich. Vire o corpo da criança, ficando de frente para as costas do pequeno. Se necessário, fique de joelhos. Agarre a cintura da criança com ambas as mãos. Feche um dos punhos e coloque a outra mão por cima dele — o punho fechado deve ficar pouco abaixo do osso externo, na altura do estômago. Pressione firmemente para baixo por 5 vezes, a partir do ponto situado abaixo do peito (como já mencionamos, entre o externo e o umbigo). Repita até que o corpo estranho saia.

Se a criança estiver deitada e for impossível levantá-la, o procedimento é outro. Coloque-a criança de costas e senta-a de joelhos, mantendo os quadris de frente para a cabeça. Coloque as mãos uma em cima da outra e pressione bruscamente sob o peito, fazendo um movimento deslizante em direção à cabeça. Repita até o objeto estranho sair da garganta da criança.

Se a criança não voltar a respirar ou caso ela desmaie após a saída do corpo estranho, faça respiração boca a boca e massagem cardíaca indireta. Lembre-se que essas técnicas são diferentes para bebês e para crianças maiores. As informações são do Noticias ao Minuto.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário