Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Suspeito de liderar facção e de envolvimento em 150 homicídios em 5 anos na BA é preso com esposa (Foto: Divulgação/SSP-BA)

Um homem suspeito de envolvimento em ao menos 150 homicídios ocorridos em um período de cinco anos na Bahia e de liderar uma facção criminosa que atuava na região sudoeste do estado foi preso junto com a esposa durante uma operação da polícia na tarde deste sábado (1º).

Acusado, de 36 anos, conhecido como 'Nem Bomba', era considerado um dos cinco traficantes mais procurados do estado, segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA).

Segundo a polícia, o suspeito estava sendo acompanhado desde a semana passada, quando estava escondido no Espírito Santo. Ele e a esposa, de 24 anos, decidiram ir para a cidade pernambucana de Vitória de Santo Antão, onde foram presos neste sábado.

A SSP informou que ambos tinham mandados de prisões expedidos, mas não informou por quais crimes a esposa responde.

O órgão informou que acusado foi autor direto e indireto dos, pelo menos,150 homicídios, todos ocorridos no município de Vitória da Conquista e região. Além disso, conforme os investigadores, a quadrilha liderada pelo suspeito é responsável também por roubos a bancos.

Acusado chegou a ser preso em 2013, mas deixou a cadeia em 2016 para responder em liberdade provisória. Conforme a polícia, no entanto, desde que deixou a cadeia, o homem permaneceu determinando as ações da facção e se escondendo em outros estados.

Em maio deste ano, segundo a SSP, ele roubou R$ 400 mil de um carro-forte, no Shopping Vila Velha, no Espírito Santo.

A ação que localizou o suspeito e a esposa foi realizada de conforma conjunta pelas polícias da Bahia, de Pernambuco e do Espírito Santo. Com mandados na Bahia e no Espírito Santo, as secretarias da Segurança Pública dos dois estados vão definir onde ele vai ficar preso. As informações são do G1 BA.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário