Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

O caminhão foi levado para o pátio da PRF — Foto: PRF / Divulgação

Um motorista de caminhão foi flagrado na terça-feira (23) com 30 comprimidos de rebite. O caso foi registrado durante uma fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-116, em Salgueiro, no Sertão de Pernambuco. O foco da operação realizada pela PRF é o cumprimento da Lei do Descanso do motorista profissional.

Segundo a PRF, o caminhão, que tem mais de 25 metros de comprimento e pesava cerca de 100 toneladas, só possuí autorização para trafegar durantes o dia. O fato do veículo está transitando a noite, com 70 toneladas de grãos de milho, chamou a atenção dos policiais que fizeram a abordagem.

A PRF ainda informou que ao verificar o disco do cronotacógrafo, equipamento que mede a velocidade média, o tempo de direção e a distância percorrida, foi constatado que o condutor não cumpria os períodos de descanso obrigatório do motorista profissional.

Dentro do veículo, os policiais encontraram duas cartelas do medicamento, que é utilizado pelos motoristas como inibidor de sono, para prolongar o tempo acordado para dirigir por longas distâncias. O motorista disse que adquiriu os comprimidos na cidade de Bom Jesus, no Piauí. O caso é enquadrado como porte de drogas para consumo.

De acordo com a PRF, além da posse do rebite e de trafegar fora do horário permitido, foram constatadas outras irregularidades no veículo, como excesso de peso de mais de 20 toneladas, mau estado de conservação comprometendo a segurança, equipamentos obrigatórios em desconformidade, descumprimento da Lei do Descanso e alteração do sistema de iluminação. A equipe lavrou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) contra o motorista. O veículo foi recolhido ao pátio da PRF, de onde só poderá ser retirado após sanar todas as irregularidades. As informações são do G1 Petrolina.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário