Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]


Marcelo Gallardo foi ao vestiário e se comunicou com os jogadores durante o jogo (Foto: Divulgação/CARP)

A direção do Grêmio confirmou que vai pedir os pontos da partida contra o River Plate da última terça na Arena pela semifinal da Libertadores. Esse recurso será protocolado pelo departamento jurídico do clube junto ao Tribunal Disciplinar da Conmebol por causa do técnico Marcelo Gallardo que compareceu no vestiário e fez comunicação com a comissão técnica por via rádio. Ele havia sido suspenso pela entidade na véspera do jogo.

Segundo os dirigentes gremistas, o River acabou infringindo o regulamento. Na avaliação dos advogados do Tricolor gaúcho o caso é semelhante com a escalação de um jogador irregular.

O presidente Romildo Bolzan Júnior e comitiva embarcam no começo dessa tarde para Assunção. A definição ocorreu numa reunião nessa manhã no Conselho de Administração.

No transcorrer do jogo Gallardo foi flagrado tendo contato com a comissão técnica por meio do rádio. Durante o intervalo, o comandante do River saiu das cabines de imprensa e foi até o vestiário do visitante. Os dirigentes do Grêmio comunicaram o fato ao delegado da partida. A ocorrência acabou sendo registrada com fotos e vídeos.

Por último, Marcelo Gallardo concedeu entrevista na zona mista e mais uma vez descumpriu a determinação da Conmebol. O treinador afirmou que não se arrepende da sua atitude.

Confira a nota do Grêmio

O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense, após os episódios ocorridos no jogo da última terça-feira contra o River Plate, valendo classificação à final da Conmebol Libertadores da América, de flagrante desrespeito aos princípios éticos estabelecidos pelo fair play, vem a público se manifestar com o que segue.

Em reunião extraordinária do Conselho de Administração realizada ao final da manhã desta quarta-feira, na Arena, o Grêmio decidiu ajuizar reclamação por descumprimento do regulamento geral da competição e do regulamento disciplinar, em face da participação irregular do treinador do River Plate no vestiário durante o intervalo para instruções aos atletas do seu clube, assim como por meio de comunicação por rádio com seu auxiliar – estando ele suspenso pela Conmebol. A tipificação do fato está devidamente comprovada no artigo 176 do regulamento geral da competição e artigos 19, 56 e 76 do regulamento disciplinar da Conmebol.

Além disso, o primeiro gol do River Plate ocorreu em condição irregular, sem qualquer participação ou interferência do VAR, embora constatada a ilicitude. A Conmebol, antecipadamente aos jogos das semifinais, reuniu os clubes em sua sede e estabeleceu o fair play com vistas às disputas. Na ocasião, obteve concordância de todos os clubes em competir de forma limpa, cumprindo as regras do jogo, o que motiva o Grêmio a tomar suas providências.

Em face disso, uma comitiva liderada pelo presidente Romildo Bolzan embarca nesta tarde para Assunção para protocolar reclamação e manter reuniões com autoridades da entidade. As informações são da Gazeta Esportiva.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário