Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

(Foto: Reprodução/Instagram/Shandong Luneng)


Derrotado na final da Copa do Brasil e em busca de uma situação confortável no Campeonato Brasileiro, longe da zona de rebaixamento, o Corinthians vai acelerar a partir desse mês o seu planejamento para 2019. Com algumas prioridade definidas, o Alvinegro começou a sondar reforços para a próxima temporada, com destaque para o atacante Diego Tardelli, atualmente no Shandong Luneng-CHN.

O jogador, que tem contrato apenas até o final do ano no futebol chinês, seria o principal nome da janela de transferências entre o final de 2018 e o começo de 2019, uma espécie de resposta após o fraco desempenho no segundo semestre. O atleta estará livre para assinar com qualquer clube a partir de janeiro e já foi procurado pelo Timão para saber da vontade de voltar ao Brasil. O aceno, segundo apurou a Gazeta Esportiva, foi positivo.

O problema, no entanto, é que Tardelli, também alvo de outros adversários pelo país, precisaria reduzir seus ganhos mensais para se adequar à folha salarial do clube. O presidente Andrés Sanchez afirmou na última quarta-feira que não gastaria um valor fora da realidade do clube justamente para não comprometer as finanças dos próximos presidentes. “Não dá para pagar R$ 600 mil em m jogador. Ou temos consciência disso ou vamos ter problemas”, disse o mandatário.

Sonho antigo do Timão, Tardelli seria o único grande investimento para janeiro. Há consenso que, em termos de fluxo de caixa, a janela do meio do ano que vem deve ser mais produtiva ao Corinthians, com entrada de novos contratos de televisão e, quiçá, de patrocínio master, maior desejo do momento no clube.

Até o momento, o lateral direito Michel Macedo e o atacante Gustavo Silva, o Mosquito, foram os primeiros reforços acertados para 2019. Além deles, a busca é por um lateral esquerdo, já que Danilo Avelar está empresado apenas até o meio da próxima temporada. As informações são da Gazeta Esportiva.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário