Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

De acordo com o depoimento da amazonense, destino da droga seria Belo Horizonte, em Minas Gerais — Foto: Polícia Federal/Divulgação

Uma amazonense foi flagrada ao transportar 3,7 quilos de cocaína líquida no Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freyre, na Zona Sul do Recife. Ela foi autuada por policiais federais, que faziam fiscalização de rotina. Esta é aquarta apreensão desse tipo de droga no aeroporto em menos de um mês.

Segundo a Polícia Federal, a cozinheira, de 38 anos, é natural e residente em Tabatinga, no Amazonas, e tinha antecedentes criminais por tráfico de drogas. De acordo com a PF, o destino final do entorpecente era Belo Horizonte, em Minas Gerais. A prisão ocorreu na quinta-feira (16) e só foi divulgada nesta segunda (20).

Além da droga também foram apreendidos um telefone celular e alguns documentos relativos a viagem. A amazonense disse que recebeu R$ 500 para transportar a mercadoria.
A mala de Lucy foi apreendida ao passar pelo aparelho de raio X, que acusou um fundo falso e uma substância densa escondida com características da droga. A PF detalha que a cocaína pastosa estava acondicionada em plásticos escuros e que, pela apresentação, o entorpecente é de origem colombiana, assim como os trazidos por três venezuelanos e um brasileiro, em um intervalo de 13 dias.

A suspeita passou por exame de corpo delito no Instituto de Medicina Legal (IML), foi encaminhada à audiência de custódia e, depois, conduzida à Colônia Penal Feminina, no Recife. Segundo a PF, o tráfico interestadual de entorpecentes prevê penas que variam de cinco a 15 anos de reclusão.

Outros casos

No dia 6 de maio deste ano, um homem foi preso em flagrante por tráfico interestadual de drogas ao desembarcar com três quilos de cocaína afixada às pernas, também no aeroporto. Nascido no Acre, ele relatou que recebeu proposta em dinheiro para fazer o transporte da droga.

Um dia depois, duas venezuelanas foram presas em flagrante pelo mesmo crime no mesmo lugar. Com elas, a Polícia Federal apreendeu cerca de seis quilos de cocaína líquida, escondida em duas malas. As duas embarcariam para Madrid, na Espanha, e disseram que foram ameaçadas por traficantes para fazer o transporte.

No dia 12, um venezuelano de 43 anos foi preso com quatro quilos de cocaína líquida também no aeroporto. De acordo com a PF, a droga é de origem colombiana e seria levada para a Espanha. As informações são do G1 PE.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário