Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Material apreendido com os suspeitos. (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Um professor, um policial militar e mais três pessoas que foram presas suspeitas de tentar fraudar o concurso da Guarda Civil Municipal (GCM) de Petrolina(PE) já estão em liberdade. O grupo foi preso no último domingo (30/06), passou por audiência de custódia ontem (1º) e foi liberado pela Justiça. A informação foi confirmada ao Blog do Carlos Britto pelo delegado Gregório Ribeiro.

“Foram todos liberados. O professor mediante o pagamento de 3 salários mínimos. E o restante, incluindo o policial militar, mediante o pagamento de um salário mínimo“, informou o delegado.
“Os candidatos vão responder por tentativa de fraude em concurso público. E o professor e o policial militar, pelo mesmo crime, mas com o aumento de pena de 1/3 (um terço) por serem funcionários públicos. A pena do crime é de 1 a 4 anos. Aí no caso dos funcionários públicos, tem esse aumento de 1/3“, ressaltou Gregório Ribeiro.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário