Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]




O volume de serviços no Brasil cresceu 0,6% em janeiro, após dois meses seguidos de queda, de acordo com a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada ontem (25) pelo IBGE. A alta foi puxada pelo setor de transportes, serviços auxiliares e correio, que avançou 2,8% na passagem de dezembro para janeiro, recuperando a perda nos últimos dois meses de 2019.

Em comparação com janeiro do ano passado, o volume de serviços cresceu 1,8%, alcançando a quinta taxa positiva consecutiva. Já no acumulado dos últimos 12 meses, o avanço foi de 1%.

“O setor de transporte, que é o segundo maior peso entre os cinco setores investigados, foi impulsionado pelos transportes ferroviários e rodoviários de carga. Eles estão inseridos no transporte terrestre, que avançou 4% em janeiro, também depois de dois resultados negativos consecutivos”, explica o gerente da pesquisa, Rodrigo Lobo, destacando que o transporte de carga sofre influência do setor industrial, que cresceu 0,9% em janeiro.

Quatro das cinco atividades investigadas na pesquisa tiveram resultado positivo. Além do setor de transportes, tiveram altas outros serviços (1,2%), serviços prestados às famílias (0,7%) e serviços profissionais administrativos e complementares (0,1%). O único setor a apresentar queda no período foi o de informação e comunicação (-0,9%).

Regionalmente, 16 das 27 unidades da federação acompanharam o crescimento verificado no país. São Paulo e Rio de Janeiro, que juntos somam quase 60% de todo o volume de serviços, tiveram queda de 0,3% e 0,4%, respectivamente, na comparação com dezembro.

“Com isso, os destaques positivos vieram do Distrito Federal, com avanço de 7,4%, seguido por Mato Grosso, com avanço de 14,1%, Minas Gerais, que cresceu 2,2% e, por último, Pernambuco, avançando 6,7% frente a dezembro de 2019”, conta Rodrigo. As informações são do IBGE.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário