Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Bandeira de Pernambuco simboliza a Revolução Pernambucana de 1817 — Foto: Reprodução/TV Globo

Os pernambucanos levam ao extremo o amor pela bandeira do estado. Eles fazem questão de vestir as cores do maior símbolo do estado e, às vezes, o traje é completo, com o brasão se tornando itens de vestuário, como chapéus e camisetas. No carnaval, então, a bandeira é inspiração pra inúmeras fantasias e a paixão fica ainda mais escancarada.

O que nem todo mundo sabe é que a bandeira que os pernambucanos tanto admiram tem tudo a ver com o feriado celebrado nesta sexta-feira (6), quando se comemora a Data Magna, que marca a independência de Pernambuco da coroa portuguesa, com a Revolução Pernambucana de 1817.

A Nação Pernambuco só durou 75 dias, até o movimento ser sufocado pelos portugueses, mas a bandeira permanece a mesma, 203 anos depois, na história e no coração dos pernambucanos. Para o educador físico Eferson Felipe da Silva, o sentimento que a bandeira traz é de nostalgia.

"Muita gente se envolve bastante com a história da revolução de 1817 e, por conta dessa paixão que vem de lá para cá, o pernambucano veste mesmo a camisa, com unhas e dentes", afirmou.

Nas lojas e barracas do Alto da Sé, em Olinda, por exemplo, a bandeira pernambucana é, de longe, a campeã de vendas e aparece nas mais diferentes versões: canga, camisa, camiseta, chapéu, boné, caneta, sandália e souvenir. O comerciante Marcos Antônio diz que os produtos praticamente se vendem sozinhos.

"É esse clima de Pernambuco que envolve e os turistas se envolvem. Eu, às vezes, nem entendo como a bandeira se vende tão bem", afirmou.

A bandeira de Pernambuco é cheia de simbolismos. A cruz vermelha traz a força da fé e da religião. O fundo branco representa a paz e o azul é o céu do estado. O arco-íris é uma referência à união e à diversidade dos que se juntaram em torno de um ideal: o sol, que representa a força e a justiça. A estrela é Pernambuco.

Segundo o professor de história Nino Brito, a bandeira foi criada como símbolo da revolução. "Infelizmente, nossa revolução só durou 75 dias, mas foi o suficiente para criar nos pernambucanos e deixar essa marca do apreço pela liberdade, pela independência e pelos valores democráticos", explicou.

Segundo o professor, o cenário era dos mais complicados, na época, e os pernambucanos foram à luta pela independência. "A bandeira de Pernambuco termina servindo como símbolo desse ideal de liberdade, de democracia, de república que estava surgindo com a revolução", declarou. As informações são de Beatriz Castro, TV Globo / G1 PE.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário