Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]



O corte nos preços dos combustíveis é devido às quedas nas cotações do petróleo causadas pelo avanço do surto de coronavírus. — Foto: Reprodução/TV Grande Rio

Com a redução de pessoas abastecendo os veículos em função da pandemia do novo coronavírus, os preços do diesel e da gasolina recuaram nos postos de Petrolina, no Sertão de Pernambuco. A gasolina comum está custando R$ 4,79 o litro, antes, custava R$ 4,89. Já o diesel está custando R$ 3,59 o litro, antes R$ 3,79.

O mototaxista, Clécio Romão Barbosa, precisa abastecer a moto todos os dias. O piloto percebeu a redução no valor da gasolina, mas, também está trabalhando menos. “Mais de 50%, a redução”, destaca.

O etanol também caiu em um posto da cidade, antes custava R$ 3,89 e agora custam R$ 3,79, o litro. Segundo o chefe de pista do posto, Plínio Torres, a queda no preço dos combustíveis começou no início do mês. “Normalmente as reduções acontecem de uma vez. Uns 30, 45 dias atrás já tinha havido uma de alguns centavos. E quinta-feira, a última, houve uma redução de R$ 0,10 em todos os combustíveis”.

A última redução no preço da gasolina e do diesel foi na semana passada. O corte foi de 12% na gasolina e de 7,5% no diesel nas refinarias. Segundo a Agência Nacional do Petróleo, o litro do etanol recuou 0,83%. O corte nos preços dos combustíveis é devido às quedas nas cotações do petróleo, causadas pelo avanço do surto de coronavírus no mundo e a desaceleração da economia global.

Em outro posto de combustíveis de Petrolina a queda começou na quinta-feira (19). A gasolina comum custava R$ 4,89 e caíram R$0,10. O diesel a redução foi de R$ 0,15 e agora está por R$ 3,60. Já no etanol, a baixa foi de R$ 0, 09 e está por R$ 3,80.

O autônomo João Pereira Junior trabalha com transporte de vans. Ele precisa abastecer com gasolina e com diesel. Ele conta que havia percebido a redução, mas sente que era preciso haver uma queda maior diante do cenário atual. “O certo seria baixar mais ainda, em tempo de crise, coronavírus, seria o ideal ter uma redução ainda melhor”, diz o autônomo. As informações são do G1 Petrolina.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário