Karol Conká olha para o futuro, reconhece erros e desabafa: 'Eu era rejeitada no colégio'

Do G1

Reprodução / TV Globo


Mesmo mantendo a postura inabalável, Karol Conká admite que sentiu o baque de ter sido eliminada do Big Brother Brasil 21 com o recorde de votação no programa: 99,17%. A cantora de 35 anos disse em entrevista ao Fantástico deste domingo (28) que não se sentiu a vilã do programa, apesar de ter reconhecido erros em brigas e discussões com outros participantes do reality.

Após deixar o confinamento, Karol viveu uma rotina intensa de compromissos antes de voltar para casa, em São Paulo. A conversa foi gravada no estúdio dela, com distanciamento, e Karol preferiu não usar máscara. Após 18 anos de carreira, ela contou que começou a compor rap aos 13 anos para escapar de preconceitos e rejeições.

"Eu era muito rejeitada não pela minha família, mas no colégio. Um menino no colégio falou: 'mergulhe numa piscina de água sanitária para falar comigo.' Eu fiquei pensando: mas por que?", disse à repórter Ana Carolina Raimundi. "Foi tipo uma ginacana. Cada um entrega alguma coisa e eu falei: deixa que eu escrevo um som. Desde aquele dia, os meninos pararam de me xingar. Aí não era só a neguinha boba. Eu era a Karol Conká, a menina que faz umas rimas, que entende de rap."

Postar um comentário

0 Comentários