Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Marcos Tamandaré está em sua oitava temporada com o Salgueiro (Foto: Emerson Rocha)


Aos 36 anos e com passagens por grandes clubes do futebol brasileiro, como Corinthians, Coritiba e Sport, o lateral-direito Marcos Tamandaré carrega a braçadeira de capitão e a responsabilidade de ser, ao lado dos goleiros Mondragon e Luciano, o jogador mais experiente desse novo elenco do Salgueiro. Está será a oitva temporada do lateral com a camisa do Carcará.

– A gente ficando é um fator importante, traz um pouco de experiência junto com essa rapaziada jovem. O clube está passando por dificuldades financeiras, teve que fazer uma reformulação e saíram vários jogadores importantes. Agora, é vida que segue. Estamos com um elenco novo, mas qualificado. Temos um diretor que tem uma experiência tremenda em contratações. Espero obter os resultados, assim como obtivemos com o outro grupo - planeja o jogador.

Peça importante nas últimas campanhas do Salgueiro, principalmente quando a equipe chegou nas decisões do Pernambucano em 2015 e 2017, Tamandaré acredita que a equipe passará por algumas dificuldades neste início de temporada.

– Vamos ter dificuldade, isso é natural porque foi uma mudança considerável. A gente tinha uma base muito boa e teve que mudar. O trabalho do Paulo Júnior [treinador] é muito bom e a gente espera que na sequência da competição vamos conseguir obter os resultados.

Na Copa do Nordeste, além do Ceará, adversário do Salgueiro na estreia, o tricolor salgueirense jogará contra o CSA e Sampaio Corrêa. Para o experiente lateral-direito, esses serão testes de fogo para o time pernambucano.


(Foto: Lucas Liausu)

– A gente vai jogar, principalmente na Copa do Nordeste, contra praticamente todos os favoritos. Ceará, primeira divisão, favoritíssimo ao título, Sampaio favorito também, o CSA. A gente vai brigar de igual para igual, mas sabendo que os adversários são favoritos.

Sobre o futuro, Tamandaré se diz focado nos desafios do primeiro semestre, deixando em aberto a sequência na carreira.

– Eu sou um cara que me cuido bem, treino muito e deixo as coisas acontecer. Estou me preparando para fazer um bom campeonato, um bom primeiro semestre para daí, quem sabe, no segundo semestre ver o que vai acontecer. As informações são do Emerson Rocha / globoesporte / Salgueiro.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário