Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Homens foram presos e confessam morte de taxista, segundo polícia (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Dois homens foram presos e confessaram ter participado do homicídio do taxista José Airton da Silva, conhecido como "Seninha", de 37 anos, assassinado após atender uma corrida no município de Barreiras, no oeste da Bahia.

Os suspeitos, localizados na madrugada de sábado (13), foram levados para o complexo policial da cidade. Uma terceira pessoa que também teria envolvimento no crime segue sendo procurada, segundo a polícia.

José Airton foi encontrado morto em um terreno na zona rural de Barreiras no dia 18 de dezembro de 2017. De acordo com motoristas que trabalhavam no mesmo ponto que ele, o condutor foi visto pela última vez em frente à Feira Livre de Barreiras, quando três homens pediram uma corrida, no dia17.

Duas horas depois de sair do local, os colegas passaram a procurá-lo, pois ele não atendia as ligações. A polícia suspeita que Seninha tenha sido vítima de latrocínio.

O sepultamento da vítima ocorreu no dia 19 de dezembro, na cidade de Angical, a cerca de 53km de Barreiras.

Antes do enterro, ainda na cidade de Barreiras, um protesto reuniu cerca de 80 taxistas e percorreu as ruas da cidade. Os motoristas fizeram uma carreata para pedir mais segurança e solução para o assassinato. As informações são do G1 BA.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você