Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

(Foto: Reprodução/Google Street View)

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5) aprovou, por unanimidade, o pedido da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) para aplicar um reajuste médio de 8,89% na conta de luz, aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em 24 de abril.

A decisão da Quarta Turma do tribunal ocorreu após a Celpe recorrer à determinação da 3ª Vara Federal de Pernambuco de limitar o reajuste a 2,95%, indexado ao índice oficial da inflação de 2017.

A decisão da 3ª Vara Federal de Pernambuco refere-se aos autos da ação popular movida pelo deputado federal Danilo Cabral (PSB). Por meio de sua assessoria de imprensa, o parlamentar informou que recorreu contra essa decisão do TRF-5 através de um embargo de declaração.

Impasse

No dia 27 de abril, o juiz federal Frederico José Pinto de Azevedo havia determinado que o reajuste fosse restrito ao percentual da inflação de 2017. A Celpe recorreu da decisão e, por unanimidade, o TRF-5 autorizou o reajuste de 8,41% para os consumidores residenciais, e 9,9%, em média, para as indústrias localizadas em Pernambuco.

Na decisão, o relator do processo, o desembargador federal Leonardo Coutinho, considerou que o “melhor funcionamento possível do sistema somente se dá quando as regras tarifárias são corretamente aplicadas”, referindo-se ao aumento na tarifa de energia. As informações são do G1 PE.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você