Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Nesta quarta feira (06), o goleiro Cássio completa 31 anos de idade. No Timão há sete anos, o arqueiro Alvinegro está entre os 23 convocados do técnico Tite para a disputa da Copa do Mundo FIFA, que começa no próximo dia 14, na Rússia.

Nascido em Veranópolis-RS, Cássio chegou ao coringão em 2012, contratado junto ao PSV (Holanda) mas começou a temporada na reserva de Júlio Cesar, goleiro titular na campanha do Pentacampeonato brasileiro do Timão no ano anterior.

O gigante ganhou sua primeira chance no time titular nas oitavas de final da Libertadores de 2012. Escalado contra o Emelec, no primeiro jogo da fase de mata-mata da competição, no Equador, Cássio provou seu valor e nunca mais deixou o time. Seguro, o goleiro foi decisivo na sequência daquela campanha, que culminaria com o título inédito – e invicto – do Corinthians.

Na segunda partida contra o Vasco (RJ), nas quartas de final, o arqueiro fez importante defesa no segundo tempo, após chute de Diego Souza, ajudando a levar o Timão às semifinais. Contra Santos e depois Boca Juniors, na grande decisão, Cássio manteve-se seguro, conquistando a América com o clube do Parque São Jorge. Não suficiente, o goleiro teve papel decisivo na conquista do Bicampeonato mundial do Timão, no Japão, em dezembro daquele ano.

Contra o Chelsea, tornou-se definitivamente o gigante ídolo da Fiel, após fechar o gol e ser escolhido o melhor jogador daquela partida – vencida pelo Timão por 1 a 0, com gol de Paolo Guerrero. Importante em todas as conquistas recentes do coringão, Cássio foi decisivo na reta final do Paulistão deste ano, defendendo pênaltis contra São Paulo (semifinal) e Palmeiras, na decisão, disputada no Allianz Parque.

Em sua sétima temporada com a camisa alvinegra, Cássio já atuou em 351 partidas, tendo conquistado oito títulos: Libertadores 2012, Mundial de Clubes 2012, Paulistão em 2013, 2017 e 2018, Recopa Sul-Americana em 2013 e Brasileiro em 2015 e 2017. (www.corinthians.com.br).

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário