Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

(Foto: Reprodução)

Não faltou emoção ao Grande Prêmio da Alemanha de Fórmula 1. Numa corrida em que a chuva foi o fator decisivo, Lewis Hamilton, largando na 14ª posição, venceu pela quarta vez em solo alemão e assumiu a liderança do Mundial de Pilotos. A vitória do britânico se deu, inclusive, por conta de um erro de Sebastian Vettel, que escorregou na pista úmida, bateu e abandonou a prova.

Com a vitória, Hamilton vai a 170 pontos e assume a liderança do Mundial de Pilotos, já que Vettel fica com 146. Valtteri Bottas, que chegou na segunda posição, vai à quarta no Mundial, enquanto Raikkonen, terceiro na corrida, segue na terceira posição.
Vettel lidera com tranquilidade na primeira metade da prova

Na largada, sem acidentes, não houve mudanças nas primeiras posições. Vettel se manteve na liderança e abriu certa vantagem sobre Bottas, que ficou na segunda posição. Verstappen atacou Raikkonen com agressividade, mas não conseguiu tomar a terceira posição do finlandês. Hamilton perdeu posições na largada, mas voltou para a 14ª ainda na primeira volta.

Hamilton, inclusive, foi o grande personagem do início da corrida. O atual campeão da Fórmula 1 ganhou oito posições nas primeiras 12 voltas e se colocou entre os cinco primeiros colocados com tranquilidade. Por outro lado, a corrida de recuperação de Daniel Ricciardo, que largou em 19º, durou apenas 30 voltas. O australiano da Red Bull teve problema de potência e abandonou a prova quando estava na sexta posição.

Vettel se manteve à frente de Bottas, com vantagem estável de três a quatro segundos, até o primeiro pit stop dos pilotos. O finlandês continuou atrás do alemão, mas foi outro finlandês que assumiu a liderança. Kimi Raikkonen ganhou o primeiro lugar e o manteve até a volta 39, quando recebeu um recado pelo rádio e deixou Vettel passar.
Chuva entra em ação e Hamilton agradece

Na volta 42, Lewis Hamilton finalmente fez sua primeira parada. O britânico apostava em chuva no decorrer da corrida, mas, devido ao grande desgaste em seu jogo de pneus, não conseguiu esperar mais. Para o desprazer de Hamilton, no entanto, começou a chover levemente menos de duas voltas depois.

O desprazer de Hamilton durou muito pouco. A chuva diminuiu e os pilotos que colocaram pneus intermediários tiveram de fazer nova parada para colocar pneus de pista seca. Apesar disso, a umidade em alguns trechos da pista era obstáculo para os pilotos e mudou o rumo da corrida e, possivelmente, do campeonato.

Na volta 52, Vettel, que liderava a prova com folga, cometeu um pequeno erro que custou muito caro. Ele perdeu o controle do carro, que deslizou para fora da pista até bater no muro. O alemão, em posição de somar 25 pontos, ficou com zero.

Quem comemorou foi Hamilton. Ele ganhou a terceira posição em pit stop de Verstappen, ultrapassou Raikkonen e assumiu a liderança com pit stop de Bottas. Nas últimas dez voltas, Hamilton se manteve na primeira posição sem grandes problemas, com a Mercedes pedindo para Bottas segurar a segunda posição, e foi o primeiro piloto a passar pela bandeira quadriculada. O atual campeão da Fórmula 1 conquistava uma vitória improvável e assumia a liderança do Mundial de Pilotos.

Classificação final do Grande Prêmio da Alemanha

1º: Lewis Hamilton (GBR/Mercedes)
2º: Valtteri Bottas (FIN/Mercedes)
3º: Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari)
4º: Max Verstappen (HOL/Red Bull)
5º: Nico Hulkenberg (ALE/Renault)
6º: Romain Grosjean (FRA/Haas)
7º: Sergio Perez (MEX/Force India)
8º: Esteban Ocon (FRA/Force India)
9º: Marcus Ericsson (SUE/Sauber)
10º: Brendan Hartley (NZE/Toro Rosso)
11º: Kevin Magnussen (DIN/Haas)
12º: Carlos Sainz (ESP/Renault)
13º: Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren)
14º: Pierre Gasly (FRA/Toro Rosso)
15º: Charles Leclerc (MON/Sauber)
16º: Fernando Alonso (ESP/McLaren)



As informações são da Gazeta Esportiva.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário