Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Salgueiro foi rebaixado para a Série D (Foto: Emerson Rocha)

Após cinco temporadas consecutivas, o Salgueiro vai voltar a Série D do Campeonato Brasileiro. O time pernambucano foi rebaixado, após perder por 1 a 0 para o Remo, no estádio Cornélio de Barros. Faltando apenas uma rodada para a fase de classificação, o Carcará, com 17 pontos, não tem mais chances de alcançar o Globo, oitavo colocado, que tem 21. O GloboEsporte.com separou alguns fatos relevantes para o rebaixamento salgueirense.

Falta de gols

Em 17 jogos na fase de classificação da Série C, o Salgueiro conseguiu apenas três vitórias. O baixo número de triunfos justifica-se pela quantidade de gols marcados pelo time na competição. O Carcará só balançou as redes 11 vezes. O time tem o pior ataque entre as 20 equipes que disputam a terceirona.

Castigo nos minutos finais

Nos jogos contra Confiança e Globo, no Cornélio de Barros, e Atlético-AC, fora de casa, o grupo do Salgueiro e os torcedores devem ter ficado com aquele amargo na garganta. Contra os dois primeiros rivais, na 11ª e 12ª rodadas, a equipe de Sérgio China vencia por 1 a 0, mas acabou cedendo o empate depois dos 40 minutos do segundo tempo. O gol sergipano saiu aos 49 e o potiguar foi aos 43. No Acre, o Carcará estava arrancando o empate por 1 a 1, até que aos 41 da etapa final os donos da casa fizeram o segundo e venceram por 2 a 1. Cinco pontos que fizeram falta aos pernambucanos.

Contra o Globo o Salgueiro sofreu o empate aos 43 do segundo tempo (Foto: Cláudio Gomes)

Elenco pequeno

Fazer futebol sem dinheiro é uma missão dura. Essa foi a realidade do Salgueiro em 2018, segundo a diretoria. Com orçamento enxuto, o Carcará não conseguiu se reforçar para o Campeonato Brasileiro. Durante a competição, Sérgio China trabalhou com apenas 25 jogadores, sendo três goleiros. Além disso, algumas peças se machucaram ou foram embora, como o atacante Willian Lira, que foi para o futebol da Macedônia.

Um turno sem vitórias

O segundo turno do Salgueiro foi muito ruim. Em oito jogos, o time empatou cinco vezes e perdeu as outras três. Um desempenho fraco para quem lutava contra a queda. Mesmo com o rebaixamento já definido, o Carcará pode quebrar o jejum de vitórias no sábado, na última rodada, contra o Santa Cruz, no Arruda.

Faltou torcida

Desde o fim do programa Todos com a Nota, que trocava ingressos por notas fiscais, em meados de 2015, a média de público do Salgueiro foi caindo ano após anos. Em nove jogos como mandante nesta Série C, o time alcançou uma média de cerca de 800 pagantes por partida. Além da falta de incentivo aos jogadores, a ausência do público deu prejuízo ao clube ao longo da competição. As informações são do GloboEsporte.com, Salgueiro, PE.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário