Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Foto: Reprodução

Os onze suspeitos mortos em uma operação da Polícia Civil em Santana do Ipanema, Sertão de Alagoas, estavam com grande quantidade de explosivos, fuzis, espingardas, pistola e o dinheiro roubado do Banco Bradesco em Águas Belas, Pernambuco.

Em entrevista à TV Gazeta, o delegado disse que entre os onze mortos, havia três explosivistas. "Com certeza tiramos grandes chefes perigosos de circulação. Eles praticavam assaltos a bancos em vários municípios do Nordeste, eles até cometeram um assalto a um shopping em Campina Grande", disse o delegado Fábio Costa.

De acordo com o delegado, após o assalto em Pernambuco, a Polícia Civil de Alagoas foi até o Sertão para tentar prendê-los.

"Eles estavam em uma casa. Nós demos voz de prisão e eles atiraram, nós revidamos. Houve uma intensa troca de tiros e os criminosos acabaram mortos. Normalmente, após o crime, as casas são usadas para dividir o dinheiro, e esperar a poeira baixar, como eles chamam", diz o delegado.

Explosivos estavam com explosivos dentro de casa em Santana do Ipanema — Foto: Ítalo Timóteo/Arquivo Pessoal

A polícia informou ainda que alguns dos suspeitos estavam com mandado de prisão em aberto por outros crimes.

Os corpos dos suspeitos chegaram por volta de 1h desta sexta (9) ao Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca e ainda não foram liberados. A polícia informou que vai divulgar ainda nesta sexta os nomes dos suspeitos mortos e a qualificação dos crimes que eles já haviam praticado. As informações são do Bom Dia Alagoas/G1.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário