Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Bandidos assaltam carro-forte na Zona Sul do Recife e vigilante morre (Foto: Reprodução/G1 PE)

Um carro-forte foi alvo de um assalto nesta quarta-feira (13), na Avenida Herculano Bandeira, no bairro do Pina, na Zona Sul do Recife. Um vigilante da empresa de transporte de valores morreu na ação e outras três pessoas ficaram feridas na troca de tiros. Um vídeo enviado ao WhatsApp da TV Globo mostra a fuga dos bandidos.

"Levaram as armas e o malote do vigilante. A vítima [que morreu] atuava na segurança do vigilante que é responsável pelo transporte do malote até a agência", informou o vice-presidente do Sindicato de Transporte de Valores e Escolta Armada do Estado de Pernambuco (Sindifort-PE), Marco Aurélio. Segundo o Sindifort, R$ 260 mil foram levados.

A agência fica em frente ao prédio da Advogacia Geral da União (AGU). Funcionários relataram que a abordagem dos bandidos ao carro-forte aconteceu por volta das 10h (horário local), quando o banco estava abrindo. O tiroteio assustou quem estava no local.

"Eu estava trabalhando quando ouvi os tiros. Achei que fosse um problema em um poste, mas depois vi carros parando na avenida e pessoas correndo para se proteger", conta o analista de TI Gustavo Muniz, que trabalha em uma empresa próxima.

Os bandidos usaram dois carros para a ação, sendo um para chegar ao local e outro para fugir. O delegado do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Carlos Couto, explica que a investida criminosa teve a participação de quatro homens.

"Um dos homens estava na agência, armado, na área dos caixas eletrônicos. Quando o vigilante chegou, houve troca de tiros", afirma.

O delegado também confirmou o roubo de uma quantia superior a R$ 200 mil e duas armas do vigilante. "Sabemos que eles usaram um carro para o assalto e trocaram o veículo na altura do Clinical Center, no Pina, para que, quando recebêssemos o chamado, o veículo não fosse o mesmo", disse Couto.

Em nota, a Caixa lamentou a morte do vigilante e informou que a agência fica fechada nesta quarta-feira (13), devido ao ocorrido.

Feridos

De acordo com o Sindicato dos Bancários de Pernambuco, três pessoas ficaram feridas no assalto. "Um assaltante, um outro vigilante e um motociclista que passava pela avenida também ficaram feridos", disse o secretário de Assuntos Jurídicos do órgão, João Rufino.

O vigilante ferido foi socorrido por uma equipe do 19º Batalhão de Polícia Militar para o Hospital da Restauração, no bairro do Derby. Segundo o hospital, ele levou um tiro na altura do joelho, passou por exames e foi atendido por um ortopedista. O estado de saúde dele é estável.

Um dos feridos é suspeito de participar da investida e foi detido pela Radiopatrulha, de acordo com a Secretaria de Defesa Social. Ele é foragido do sistema prisional e responde por vários crimes. Como estava ferido, ele foi levado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Imbiribeira e posteriormente encaminhado ao Hospital da Restauração. Segundo unidade de saúde, ele está grave. Não há informação, ainda, sobre o motociclista.

"O efetivo fazia patrulhamento e ouviu, pelo rádio, a informação do assalto. Populares apontaram para o local onde o bandido estava e vimos que ele estava ferido. O veículo usado estava num local próximo e, dentro dele, foi encontrada uma bolsa com dois carregadores de pistola ponto 40, um carregador de pistola calibre 380, uma touca balaclava, capa de colete balístico e luvas", disse o major Alexandre Jorge, comandante da Radiopatrulha.

O Sindicato dos Bancários afirmou que esse é o primeiro assalto envolvendo uma instituição bancária que resulta em morte em 2019, em Pernambuco. "No ano passado, tivemos 10 ocorrências do tipo", informou Rufino.


Carro-forte foi alvo de assaltantes na frente da Caixa Econômica da Avenida Herculano Bandeira, no Pina — Foto: Marina Meireles/G1

Força-tarefa

A SDS informou que a Força-Tarefa Bancos foi acionada para atuar no caso da investida ao carro-forte. Equipes do 19º Batalhão da PM, com o apoio de unidades especializadas, e o delegado Roubos e Furtos, Vinicius Notari, trabalham para encontrar pistas que levem aos outros integrantes da quadrilha.

A força-tarefa é composta pelas polícias Civil, Militar, Científica e representantes dos bancos, entre outros órgãos. Em janeiro de 2019, não houve roubo a carro-forte nem registro de casos de explosão a banco ou caixa eletrônico, segundo a secretaria. As informações são do G1 PE.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário