Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

(Foto: Reprodução)

Pacientes que precisam do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) muitas vezes acabam sem o auxílio de uma ambulância. O motivo é a retenção de macas nas unidades de saúde, para onde os pacientes são encaminhados. O problema acontece em várias cidades, mas em Juazeiro (BA) tem ocorrido com frequência.

No final da tarde de ontem (1º), a Secretaria de Saúde de Juazeiro (Sesau) voltou a informar que o Samu está com os serviços comprometidos, uma vez que todas as macas das ambulâncias ficaram retidas com pacientes nos hospitais da região, impedindo o deslocamento das ambulâncias da base do Samu para atender a novos chamados da população.
“A Sesau informa ainda que esta é uma situação que vem acontecendo corriqueiramente, tendo em vista a superlotação dos hospitais e a não disponibilidade de leitos para acolher os pacientes. A cada liberação de maca, os profissionais voltam a atender. O Samu de Juazeiro conta com cinco ambulâncias sociais e duas ambulâncias de suporte avançado“, reforçou a secretaria. Com informações Blog do Carlos Britto.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário