Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Foto: Reprodução / Internet

Os quadrigêmos de Riqueline de Brito Macêdo, nascidos em 24 de março no Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina(PE), estão precisando da doação de leite materno. Em função da imaturidade do trato gastrointestinal dos prematuros e da falta de reflexos de sucção e deglutição, eles ainda precisam ser alimentados por sonda nasográstrica, mas a produção de Riqueline é insuficiente para supri-los.

O Banco de Incentivo e Apoio ao Aleitamento Materno do HDM (Biama) está fornecendo o complemento de leite aos bebês, mas está com o estoque baixo. De acordo com a enfermeira gerente do banco, Kaliane Gomes, hoje o Biama tem apenas 3 litros armazenados, quando o necessário é de 2 a 3 litros por dia para o hospital.
Para ajudar é muito simples. É preciso que a doadora preencha os seguintes requisitos: estar amamentando; ser saudável; não usar álcool ou outras drogas; não fumar; não usar medicamentos incompatíveis com a amamentação e estar com os exames do pré-natal em dia.

Estando apta, deve entrar em contato com o Biama para demais esclarecimentos, através do telefone (87) 3202-7002, de domingo a domingo, incluindo feriados, das 7 às 18h. A equipe do Biama vai à casa da doadora entregar o kit para doação, que inclui touca, máscara e vidros esterilizados; e volta em seguida para recolher o leite coletado. As mulheres interessadas em doar também podem se dirigir ao Biama, nos mesmos dias e horários, para fazer a ordenha do leite.

“Assim como os prematuros de Riqueline temos outros bebês na mesma situação. Inclusive, estamos com muitos casos de mães com bebês gêmeos no momento. Então, mais do que nunca precisamos desse apoio da população”, ressalta a coordenadora médica do banco, Flávia Guimarães.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário