Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Mulher foi presa no Aeroporto do Recife transportando cinco quilos de cacaína em fundo falso de malas (Foto: Divulgação/PF)

A Polícia Federal em Pernambuco prendeu uma mulher de 29 anos em flagrante transportando cinco quilos de cocaína no Aeroporto Internacional Gilberto Freyre, no Recife. Segundo a corporação, a passageira Larissa Jacobs Bruno, que embarcaria para Lisboa, em Portugal, utilizou fundos falsos em duas malas para esconder a droga.

De acordo com a Polícia Federal, ela é promotora de eventos, mora no município de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, e não possui antecedentes criminais. Larissa foi presa na sexta-feira (13), por volta das 14h, mas o caso só foi divulgado pela polícia nesta quarta-feira (18).

A prisão aconteceu durante uma fiscalização rotineira da PF, uma das ações de repressão ao tráfico no aeroporto. Segundo a corporação, como de costume, os policiais selecionaram alguns passageiros suspeitos e submeteu-lhes a uma entrevista preliminar.

Durante esses questionamentos, eles identificaram que a mulher não sabia informar o valor da passagem aérea. Segundo a PF, ela também não justificou o fato de ter escolhido viajar para Portugal saindo do Recife, apesar de morar em Santa Catarina.


Diante da entrevista confusa e das suspeitas dos policiais, as duas bagagens que ela transportava foram submetidas ao aparelho de Raio X, momento em que foram identificadas, em um fundo falso, duas placas de formato retangular.

As malas então foram abertas e foram encontrados dois invólucros de substância entorpecente, confirmada como cocaína por meio de exame narcoteste. Ao total, cinco quilos da droga foram apreendidos.

Além dos entorpecentes, com a mulher também foram apreendidos cartões de embarque, dois celulares e € 1000 (euros), equivalente a cerca de R$ 4.500.

(Fotos: Divulgação/PF)

Larissa foi presa em flagrante por tráfico internacional de drogas, passou por Exame de Corpo de Delito e foi encaminhada a Audiência de Custódia, onde teve a prisão preventiva decretada. Ela está na Colônia Penal Feminina, na Zona Oeste da capital. Segundo a PF, a pena para esse tipo de crime varia de cinco a 20 anos de prisão.

De acordo com a polícia, durante o interrogatório, Larissa disse que conheceu um homem em uma festa na cidade de Balneário Camboriú e comentou com ele que estava passando por uma situação financeira muito difícil.

Ele, então, teria lhe oferecido R$ 25 mil para levar a cocaína até Lisboa, em Portugal e mais R$ 35 mil para trazer mais droga de lá quando voltasse para o Brasil.

Ainda de acordo com a corporação, ela informou também que as passagens de ida e de volta foram compradas pelos traficantes, com quem só tinha contato por telefone.

Além disso, Larissa também teria recebido R$ 16 mil para custear suas despesas com a viagem e que deveria passar 30 dias em Lisboa. Ela teria, de acordo com a PF, recebido as malas prontas já com a droga em um hotel em Santa Catarina, levadas por um motorista.

Números

Esta é a sétima apreensão de drogas realizada pela PF no Aeroporto Internacional do Recife em 2018. Até o momento, foram apreeendidos 27 quilos de cocaína e 86,5 quilos de haxixe. Durante essas ações nove pessoas foram presas, sendo seis mulheres e três homens.

Em 2017, foram realizadas 22 prisões, sendo 12 homens e 10 mulheres, além da apreensão de 45,9 quilos de cocaína, 43 quilos de skunk, 22,8 quilos de haxixe, 10,4 quilos de metanfetamina e 30 quilos de maconha. As informações são do G1 PE.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário