Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

(Foto: Reprodução / Blog do Carlos Britto)

A rotina de esgotos estourados no Jardim Petrópolis, zona oeste de Petrolinano Sertão de Pernambuco, está deixando os moradores do bairro sem saber a quem recorrer. O problema já dura anos, mas a solução ainda não chegou como eles gostariam. O cenário mais crítico pode ser visto entre as ruas 11 e 37.Enquanto isso, a fedentina e o risco de doenças tiram o sossego da comunidade, que clama por providências das autoridades competentes.

A companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) – responsável pelo setor de abastecimento e esgotamento sanitário da cidade – e a Prefeitura de Petrolina divergem sobre responsabilidades.

A Compesa diz o seguinte: a Companhia Pernambucana de Saneamento informa, com relação aos Bairros Santa Luzia, São Joaquim, Terras do Sul e São Jorge, que se tratam de obras não concluídas pela Prefeitura de Petrolina, e que trazem todo esse prejuízo para a população. A Compesa está pronta para licitar esses serviços e resolver os problemas deixados pela não conclusão da obra pela prefeitura, mas depende da regularização do contrato de concessão com a atual gestão do Município de Petrolina, pois não é possível usar o empréstimo de R$ 38 milhões com a atual situação de insegurança jurídica.

Já a prefeitura rebate: a Secretaria de Infraestrutura, Mobilidade e Serviços Públicos (SEINFRA) informa que a detentora da concessão dos serviços de abastecimento de água e tratamento de esgoto de Petrolina é a Compesa. Como a Prefeitura não possui empresa que cuide de demandas relacionadas à questão de saneamento, o cidadão deve buscar a resolução dos problemas dessa natureza junto à companhia. A Prefeitura de Petrolina espera que os problemas de saneamento da bacia do Dom Avelar comecem a ser resolvidos quando a Compesa concluir as obras com o investimento de R$ 38 milhões que estão na conta da empresa e devem ser destinados ao município. As informações são do Blog do Carlos Britto.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário