Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

(Foto: Ascom PMP)


Faltar às consultas com especialistas e aos exames médicos marcados através do Sistema Único de Saúde (SUS) traz sérios problemas para o funcionamento do serviço. Em Petrolina, cerca de 40% dos pacientes que realizam marcações, não comparecem aos procedimentos e o alto número de faltosos vem preocupando a gestão municipal, que, desde o ano passado, intensificou o combate à prática.

“Realizamos uma pesquisa para identificar os motivos das ausências e, após o resultado, mudamos a estratégia e começamos a ligar antecipadamente confirmando a presença dos pacientes aos procedimentos, ainda assim, não houve alteração no índice. Além disso, estamos levando os serviços para dentro das comunidades”,
explicou a secretária de Saúde, Magnilde Albuquerque.

De acordo com a gestora, no último sábado (27), foi montada uma estrutura, através de uma clinica particular, na Unidade Básica de Saúde do Perímetro Irrigado Senador Nilo Coelho- N-8, ofertando exames de ultrassonografia para cerca de 100 mulheres, porém, apesar de confirmadas as presenças, apenas 63 compareceram para a realização do procedimento.
“Existem diversos casos de pessoas que faltam a procedimentos grandes, como cirurgias”, frisou.

A orientação é que o paciente que estiver impossibilitado de ir aos agendamentos comunique em tempo hábil à unidade de saúde. “Isso permitirá que a equipe de marcação aproveite a vaga para outra pessoa que está aguardando. Outra orientação é que o paciente mantenha sempre o endereço e os telefones atualizados nas unidades”, alertou a secretária.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário