Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Foto: Paulo Abreu/Polícia Civil/Divulgação

A enteada do motorista de ônibus preso por suspeita de estupro, na terça (8), revelou que era violentada pelo padrasto desde os 10 anos. A adolescente, que atualmente tem 13 anos, prestou depoimento à polícia. O homem também é suspeito de agredir a filha. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (9) pelo delegado Ricardo Silveira.

Ao ser conduzida à delegacia, a enteada do motorista apresentava lesões pelo corpo. "Ela relatou, inicialmente, que havia apanhado pelo simples fato de estar conversando com um menino no WhatsApp. Durante os depoimentos, ela ficou mais à vontade e revelou que era abusada desde os 10 anos", declara o delegado.

A queixa foi prestada pela avó da menina, que entrou em contato com a Polícia Militar para relatar agressões sofridas pela neta e pelos filhos dele, em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife.

"A enteada relata que tinha muito medo de denunciar, porque ele chegava a dizer que ia matar a mãe e ela", conta Silveira.

Os filhos do motorista não sofriam violência sexual, segundo a polícia, mas eram agredidos. "A filha dele, de 15 anos, tinha uma marca de fivela de cinto nos braços, já que ele teria espancado a adolescente para ela dizer a senha de desbloqueio do celular", afirma o delegado.

O homem foi autuado por estupro de vulnerável e lesão corporal qualificada. A polícia cumpriu um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça.

"Ele disse que tratava muito bem os filhos e a enteada, mas a gente não acredita, porque os depoimentos das vítimas são todos iguais", alega o policial.

A companheira do motorista, mãe da adolescente abusada, também pode responder pelo crime de estupro de vulnerável.

"Isso vai depender do desenvolvimento do inquérito, já que ela tinha o conhecimento de tudo que estava acontecendo e nada fez para amenizar. Ela se coloca como uma pessoa que tinha uma certa conivência com tudo isso", aponta Silveira. As informações são do G1 PE.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário