Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Foto: Reprodução / Blog do Carlos Britto

Um dos integrantes da bancada de oposição na Casa Plínio Amorim, o vereador Gabriel Menezes (PSL) despejou mais uma vez suas críticas contra a bancada de situação, sem isentar no entanto o governador de Pernambuco Paulo Câmara (PSB) pela nova polêmica acerca da Associação Petrolinense de Amparo à Maternidade e à Infância (Apami). Na sessão plenária de ontem (28/02), Gabriel lamentou que as dificuldades financeiras da instituição sirvam de “palanque político” para os aliados do prefeito Miguel Coelho (PSB) atacarem o governo estadual.

Não tenho sequer vontade de fazer defesa desse desgoverno do senhor Paulo Câmara, mas não posso me calar diante da falácia de alguns vereadores desta Casa, utilizando a dor e o sofrimento dessas pessoas que precisam do tratamento da Apami e do Hospital Dom Tomás para fazer essa politicagem barata, sorrateira, declarou.
O oposicionista, que disse ter procurado o atual presidente do IPA e ex-deputado estadual Odacy Amorim para pedir seu empenho sobre o porquê do Estado não ter repassado à Apami os recursos provenientes de emendas de 2016 do ex-deputado federal Adalberto Cavalcanti e do senador Fernando Bezerra (MDB), buscou informações junto à Secretaria Estadual de Saúde (SES). Segundo Gabriel, tais recursos não poderiam ser repassados devido a uma portaria definida pelo Ministério da Saúde. Segundo Gabriel, a questão crucial é a de que a Apami necessitaria ser credenciada junto ao Fundo Estadual de Saúde, para onde os recursos das emendas foram encaminhados. Em Petrolina, apenas o Hospital Dom Malan (HDM)/Imip tem esse credenciamento.

O vereador governista Manoel da Acosap (PTB) refutou algumas informações do oposicionista, ao argumentar que ele e o presidente da Comissão, Gilberto Melo (PR), foram ao Hospital Dom Tomás na condição de integrantes da Comissão de Saúde da Casa, e não para fazer politicagens. Já Gilberto confirmou que a questão do credenciamento é de responsabilidade do Estado, que atrasou esse procedimento. As informações são do Blog do Carlos Britto.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário