Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Maria do Carmo Oliveira Santos sumiu no dia 23 de março — Foto: Reprodução / TV Grande Rio

Uma família de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, está vivendo a agonia de ter um ente querido desaparecido. Maria do Carmo Oliveira Santos, de 59 anos, sumiu no 23 de março. Ela mora em um residencial no bairro Atonio Cassimiro e, segundo familiares, saiu de casa para ir ao trabalho. Com a ajuda de amigos, a família está espalhando cartazes com a foto de Maria do Carmo, na esperança de encontrá-la.

“Está difícil. A gente nunca pensou que pudesse acontecer com a gente. Não sabe se ela está viva, se está morta. Se está sofrendo. Isso tem sido angustiante pra gente”, diz Lígia dos Santos, cunhada de Maria.

A última vez que Maria do Carmo foi vista foi em um mercadinho, que fica no trajeto entre a casa e o trabalho dela. “Ela veio aqui, fez uma compra e seguiu em direção ao trabalho. Ela estava de farda, sempre do jeito que ela passava aqui”, afirma a vendedora Andreza dos Santos Silva.
Além de colocar os cartazes nas ruas do bairro, a família de Maria do Carmo procurou a polícia, para tentar descobrir o que pode ter acontecido. O caso está sendo investigado pela delegacia que fica no bairro Ouro Preto. De acordo com o delegado Joseilton Sampaio, algumas informações não podem ser divulgadas para que não atrapalhem o trabalho da polícia.

“Nós refizemos os últimos passos de dona Maria do Carmo, do momento que ela saiu de sua residência, até o último momento que ela foi vista. Então, todas as ações já foram tomadas, outras, obviamente, continuam em curso e nós esperamos em breve dar uma resposta definitiva sobre esse caso”, diz o delegado.

Filho de Maria do Carmo, Wallace Nilson Oliveira descreve o sentimento de agustia da família. “Quanto mais tempo passa, mais angustiante fica. Tanto para os amigos que conviviam com ela aqui onde ela mora, no trabalho, como para a família, que todo dia faz uma busca, faz uma procura. Isso maltrata o coração da família”. As informações são do G1 Petrolina.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário