Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Parada ônibus Petrolina — Foto: Reprodução / TV Grande Rio

Uma nova empresa de transporte público deve atuar em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. A Atlântico Transportes de Salvador, Bahia, foi a vencedora do processo licitatório realizado pela Prefeitura de Petrolina. O anúncio foi feito na última sexta-feira, dia 31 de maio. De acordo com a licitação, serão oferecidos novos ônibus com ar-condicionado e internet móvel. A tarifa deve custar R$3,54 e R$3,56, a depender da rota.

De acordo com o secretário-executivo da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (Ammpla) , José Carlos Alves, não haverá duas empresas circulando no município, apenas a Atlântico Transportes. “Ela vai operar no lote 1 e no lote 2. Ela vai operar sozinha aqui na cidade de Petrolina, atendendo toda a demanda que hoje existe. É essa empresa que vai fazer toda a circulação de transportes para atender todos os bairros da cidade”, explicou.
Segundo José Carlos, foi exigido bastante critério técnico durante o processo licitatório. “Uma frota 100% zero-quilômetro, carros equipados 100% com elevador de acessibilidade. Os carros são equipados com sistema Wifi. Todo o sistema operacional foi remodelado, implantação de terminal de integração, da nova rodoviária, abrigos novos. Então esse pacote faz parte do Sistema Integrado de Mobilidade (SIM) de Petrolina, e essa licitação vem a calhar com a implantação desses novos equipamentos”, esclareceu.

Como parte da última fase do processo licitatório, as empresas concorrentes da licitação de transporte público têm até esta sexta-feira (07) para entrarem com recurso. “Se eles contestarem é aberto o prazo de mais cinco dias para eles fazerem as contrarrazões. Caso isso aconteça, a prefeitura terá mais cinco dias para dar o resultado do julgamento e dos questionamentos. Isso deve levar em torno de 15 dias, após esse prazo, é divulgado o resultado final e a homologação do contrato. Se eles não tiverem satisfeitos com o resultado que a prefeitura vai proferir, dentro desses 15 dias, aí só cabe recurso judicial”, afirmou.

Assim que for assinado o contrato, a empresa terá 180 dias para começar a operar em Petrolina. As informações são do G1 Petrolina.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário