Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Foto: Douglas Fagner/Seplag

O programa Chapéu de Palha (PCP) 2020 cadastrou 6.398 trabalhadores rurais da Fruticultura Irrigada e da Pesca Artesanal na região do Sertão do São Francisco, no período de 20 de janeiro a 7 de fevereiro. Os cadastramentos foram realizados nos municípios de Lagoa Grande, Santa Maria da Boa Vista, Petrolândia, Orocó, Cabrobó, Belém do São Francisco e Petrolina - o maior polo, que concentrou mais de 70% dos cadastramentos da região.
Esses beneficiários terão direito ao recebimento de uma bolsa mensal no valor de R$ 271,10 (fruticultura) ou R$ 281,90 (pesca) durante o período da entressafra e do inverno, que dura quatro meses. A ajuda financeira está condicionada à participação do beneficiário em cursos de capacitação oferecidos pela Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), gestora do Programa Chapéu De Palha, em parceria com outras secretarias estaduais como a da Mulher e a de Trabalho e Qualificação.

Desde que o Programa Chapéu de Palha foi instituído, milhares de trabalhadores se capacitaram com os cursos oferecidos. Muitos deles encontraram nos cursos a oportunidade para deixar o trabalho rural definitivamente, incorporando uma nova fonte de renda para subsistência de suas famílias. O secretário de Planejamento e Gestão, Alexandre Rebêlo, destaca esta característica do Chapéu de Palha. “O empreendedorismo individual é muito estimulado, sobretudo nos segmentos de artesanato e gastronomia”, afirmou.

A ex-trabalhadora rural Cecília Gomes de Siqueira trabalhou durante oito anos na fruticultura irrigada do Vale do São Francisco e, enquanto se beneficiou com a bolsa do Chapéu de Palha, fez diversos cursos oferecidos pelo Programa a cada período de entressafra. O curso que mudou sua vida foi o de Panificação. Há dois anos se tornou empreendedora no ramo gastronômico e hoje sobrevive com uma renda mensal de dois salários mínimos vendendo produtos à base de pão de batata. “O Programa Chapéu de Palha fez toda a diferença na minha vida. Tenho 45 anos e poderia perder a saúde trabalhando na roça até envelhecer. Hoje eu vendo meus lanches e tenho carro, computador e internet em casa”, disse Cecília, que também trabalha replicando o empreendedorismo, ministrando o mesmo curso que mudou sua vida.

PETROLINA - O maior polo de cadastramento foi instalado de 3 a 7 de fevereiro no Centro de Convenções de Petrolina. A novidade deste ano foi a informatização que integrou as três etapas do processo de cadastramento: triagem, cadastramento e capacitação. Com isso, cada beneficiário levou cerca de 10 minutos para se habilitar na edição 2020 do programa.

A Seplag montou uma estrutura que incorporou vários serviços do governo estadual no Centro de Convenções de Petrolina. A SDS ofereceu 185 senhas diárias para tirar a nova carteira de identidade, totalizando mais de 900 documentos disponibilizados gratuitamente no período de 3 a 7 de fevereiro. Já a Secretaria de Saúde levou para o local o Ônibus da Prevenção, com exames gratuitos e distribuição de preservativos e campanhas de conscientização sobre sexo seguro e contracepção. Já a Agência de Empreendedorismo de Pernambuco (AGE), montou um estande para oferecer microcrédito aos trabalhadores rurais. O gerente de Pequeno Negócio da AGE, Nelson Cordeiro, explicou que durante a semana de cadastramento no Chapéu de Palha recebeu cerca de 60 beneficiários por dia. “Oferecemos um crédito popular no valor de R$ 3 mil, podendo ser pago em doze vezes com os menores juros do mercado”, explicou o gerente. A Compesa também montou uma estrutura no local, oferecendo água mineral gratuitamente aos beneficiários.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário