Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Navio Stellar Banner sofre possível fissura no casco no meio do Oceano Atlântico — Foto: Divulgação

Um navio carregado minério de ferro da Vale apresentou ao menos dois locais com entrada de água e começou a afundar no Oceano Atlântico, próximo ao litoral do Maranhão. A embarcação saiu do Terminal Portuário da Ponta da Madeira, em São Luís, com destino a Qingdao, na China.

De acordo com a Capitania dos Portos, o problema na embarcação foi constatado ainda por volta das 21h30 desta terça (25). As primeiras informações apontaram entrada de água nos compartimentos de carga, indicando possibilidade de fissura no casco.

O comandante do navio emitiu um alerta de emergência via satélite e levou a embarcação para um banco de areia. No momento, o navio está encalhado.

Equipes da Capitania dos Portos e da Vale foram encaminhadas para o local e cerca de 20 tripulantes foram evacuados. Segundo a Marinha, todos permanecem em segurança na área à bordo de quatro rebocadores que foram enviados ao local.

O G1 entrou em contato, mas a Vale ainda não deu detalhes a quantidade de minério de ferro que está no navio. Disse apenas que a embarcação sofreu uma 'avaria na proa' e que está colaborando com as autoridades.

"Como operadora portuária, a Vale está atuando com suporte técnico-operacional, com o envio de rebocadores, e colaborando com as autoridades marítimas", disse a empresa.

O navio se chama Stellar Banner e, segundo a Vale, foi construído em 2016 e é operado pela empresa sul-coreana Polaris. Em nota, a Marinha disse que instaurou um inquérito administrativo para apurar causas, circunstâncias e responsabilidades sobre o caso. Disse ainda que não houve vazamento de minério de ferro no oceano, até o momento.

"Foi realizada, na manhã de hoje (26), uma reunião com o Agente Marítimo, representante da Vale, Autoridade Portuária e com dois membros da empresa Ardent Global, a qual contratada pelo Armador para apresentar tão logo possível o Plano de Salvatagem desta embarcação. Um rebocador com material para conter possíveis danos ambientais foi enviado pela Vale ao local a fim de prevenir futuras possibilidades de vazamento", diz a nota da Marinha. As informações são de Rafael Cardoso, G1 MA.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário