Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]


(Imagem ilustrativa / Reprodução da Internet)

Com o início de dezembro e do período de festas de fim de ano, taxistas de todo o país começam a cobrar a famosa “bandeira dois” nas corridas diárias. Essa é uma maneira de garantir o décimo terceiro salário, uma gratificação que todos os trabalhadores devem receber, por lei, nesta época. No entanto, em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, alguns taxistas não vão aderir ao acréscimo no taxímetro.

De acordo com o presidente da Associação de Taxistas de Petrolina (Astape), Flávio Amorim Coelho, a não adesão à bandeira dois se deve à atual concorrência com aplicativos de transporte, que geralmente cobram valores mais acessíveis nas corridas. Ainda segundo Flávio, a cidade possui um total de 292 taxistas.

Mesmo assim, boa parte das corridas já estão com o valor alterado desde o dia 1º de dezembro, e permanecerão até o dia 1º de janeiro. A bandeira dois vale durante as 24h do dia. Neste período, o valor inicial do taxímetro é de R$ 4,25. A cada 150 metros rodados, este valor aumenta em 23 centavos.

Em dias normais, a bandeira dois é cobrada de segunda a sexta-feira, das 22h às 07h da manhã; aos sábados, a partir das 6h; e aos domingos e feriados, durante todo o dia. As informações são do G1 Petrolina.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você