Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]



No retorno aos trabalhos no Congresso Nacional, o senador Bezerra Coelho (MDB-PE) analisou, nesta segunda (5), as pautas que deverão ser tratadas com prioridade pelo Legislativo. Entre elas, medidas previstas na agenda econômica, a democratização do capital da Eletrobras e o início da Reforma da Previdência.

“O Brasil todo se anima com a perspectiva da retomada do emprego, a expectativa de 1 milhão de postos de trabalho com carteira assinada e a retomada do crescimento da economia em mais de 3,5%, este ano”, avaliou o vice-líder do governo no Senado, depois de um intenso mês de janeiro de visitas a diferentes municípios de Pernambuco, onde dialogou com a comunidade e lideranças políticas locais.

Sobre o processo de privatização da Eletrobras, Fernando Bezerra destacou que “a empresa será mais eficiente e terá porte mundial”, a exemplo da Vale do Rio Doce. “A Eletrobras voltará a ser uma das principais empresas de energia do mundo”, afirmou. “E será fundamental para que o país possa ampliar o parque gerador de energia hidráulica, eólica e solar, fazendo com que o Brasil tenha uma matriz energética limpa e honre os compromissos assumidos no Acordo Mundial do Clima (assinado em 2015, em Paris)”, acrescentou o senador, que foi presidente e relator da Comissão Mista sobre Mudanças Climáticas (CMMC) do Congresso Nacional em 2015 e 2016, respectivamente.

Em relação à Reforma da Previdência, o vice-líder acredita que “este debate precisa ser enfrentado” para que o país consiga fechar as contas do setor. “È preciso corrigir a idade mínima para a aposentadoria, como muito países já fizeram; e não dá mais para mantermos privilégios a algumas categorias, com remunerações de R$ 25 mil, R$ 30 mil em um país em que grande parte dos trabalhadores recebe salário mínimo”, explicou Fernando Bezerra Coelho.



Assessoria de Imprensa

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário