Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Hospital Dom Malan IMIP Petrolina (Foto: Amanda Franco / G1 / Reprodução)


Segundo informações do Blog Edenevaldo Alves, mais uma morte de um bebê foi registrada nesta quinta-feira, (3), no Hospital Dom Malam/IMIP, em Petrolina (PE), após o caso da adolescente de 15 anos, Milian Carvalho da Silva.

Paloma Negreiro do Nascimento de 25 anos, grávida de nove meses, moradora no N-5, Perímetro de Irrigação Senador Nilo Coelho compareceu na unidade às nove da manhã da quinta-feira para a realização do parto.

Iraneide Rodrigues, nora de Expedito Antônio Rodrigues de 52 anos, esposo de Paloma, conta que a criança ainda mexia dentro da barriga da mãe, mas o resultado do ultrassom só veio sair às três horas e nove minutos da tarde e que foi tratada de forma grosseira por uma médica.

“Chegamos às nove da manhã e ela passou pela triagem sendo bem tratada, e teve um momento em que não se escutava mais o coração bebê, antes a criança mexia normalmente. A barriga dela estava endurecendo muito, mas a médica que realizou o atendimento nos tratou de forma grosseira, pois outro médico pediu para que o resultado do exame fosse adiantado, e ela (essa médica que nos recebeu) disse que saberia muito bem a hora que sairia o resultado, e que o outro profissional que pediu para eu a procurasse não mandava lá em nada”, contou Iraneide.

Ela conta ainda que a médica desmentiu a história na frente de uma assistente social e de outro médico.

Ainda segundo o Blog Edenevaldo Alves, o esposo de Paloma também disse que se algo fosse feito com antecedência, a criança não teria morrido.

“Eu sei que há superlotação na unidade, mas se tivessem acelerado logo o resultado do exame, meu filho estaria comigo agora em meus braços, não posso levar esse caso como negligência, mas não gostei da forma que essa médica tratou a minha nora”, disse Expedito Antônio Rodrigues.

Assim que o resultado do ultrassom saiu, Paloma logo ficou sabendo da morte do bebê e continua internada na unidade. A criança foi retirada da barriga da mãe depois da meia-noite desta sexta-feira (4).

O esposo de Paloma pede maiores esclarecimentos sobre o episódio, já que a unidade ainda não revelou a causa da morte da criança.




Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você