Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Com os homens foram encontrados um fuzil, quatro pistolas, munições e R$ 1,5 mil em espécie no oeste da Bahia (Foto: Divulgação/SSP-BA)

Cinco homens apontados pela polícia como autores da explosão de duas agências bancárias na cidade de Serra Dourada, no oeste do estado, morreram após um confronto policial na manhã deste domingo (22). O ataque às agências ocorreu há cinco dias, em 17 de julho.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), o grupo foi achado na zona rural da cidade onde as agências foram explodidas. A secretaria informou ainda, que os cinco homens fazem parte de uma quadrilha de assalto a banco e que outros integrantes do grupo estão sendo procurados.

Conforme informou a SSP-BA, com os homens foram encontrados um fuzil, quatro pistolas, munições e R$ 1,5 mil em espécie. A polícia disse que o grupo encontrado não era formado apenas por baianos, mas também por um paulista e um paraibano.

Os suspeitos foram alvos de uma operação que bloqueou as rotas de fuga da região. De acordo com a polícia, após serem encontrados, os homens reagiram e foram atingindos pela polícia.

Após confronto, um Paraibano, 30 anos, dois Baianos , 34, e , 27, além de um Paulista, 33, e outro assaltante não identificado, ficaram feridos. O quinteto foi socorrido, mas não resistiu, conforme informou a SSP-BA.

A ação foi realizada por equipes da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Cerrado, do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), das Rondas Especiais (Rondesp) Oeste e das 84ª (Barreiras) e 30ª (Santa Maria da Vitória) CIPMs iniciaram as buscas pela quadrilha.

Ataque

Duas agências bancárias da cidade de Serra Dourada foram explodidas por bandidos na madrugada de terça-feira (17). As duas unidades ficaram destruídas. Na agência onde dinamites foram encontradas, o teto despencou completamente. Os valores roubados não foram divulgados pela polícia.

Segundo o delegado Davidson Lélis, os bandidos usaram ao menos dois carros na fuga. Um dos veículos é uma caminhonete emplacada na cidade baiana de Feira de Santana, que foi abandonada nos arredores da cidade porque teve o pneu furado.

O delegado investiga se o veículo foi roubado antes do ataque. O proprietário da caminhonete foi identificado pela polícia para ajudar nas investigações. As informações são do G1 BA.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário